Alckmin libera R$ 92,3 mi para entidades assistenciais

Recursos são para convênios entre a Educação e 301 instituições assistenciais

Acompanhe - 27/01/2011

Recursos são para convênios entre a Educação e 301 instituições assistenciais

São Paulo – Nesta quinta-feira, o governador Geraldo Alckmin e o secretário da Educação, Herman Voorwald, assinaram o aditamento dos convênios firmados em 2010 entre pasta e 301 instituições assistenciais responsáveis por educar crianças e adolescentes com deficiências graves e que não podem ser incluídas na rede regular de ensino. A iniciativa permitirá a continuidade da ação no exercício 2011 em todo o Estado de São Paulo e envolve investimentos de quase R$ 92,3 milhões. Os convênios prevêem repasse de verba às instituições para o atendimento de cerca de 33 mil alunos.

“É um atendimento de forma descentralizada. Vinte e cinco desses convênios, (com) entidades aqui na região metropolitana de São Paulo e 276 no interior e no litoral. E, além disso, o governo ainda tem através dos SAPES, dos seus centros próprios, atendimento de mais 48 mil crianças na própria rede estadual. Então, grande trabalho de inclusão, de dar a mão, de ajudar as entidades, que são nossas parceiras nesse trabalho com crianças e jovens com deficiência”, declarou o governador.

Os recursos vão auxiliar no pagamento de professores, diretores e coordenadores pedagógicos, além da manutenção das classes. Do total de instituições conveniadas, 260 são unidades da Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) e outras 41 são entidades assistenciais que também trabalham com alunos deficientes. Todas oferecem atendimento pedagógico e educacional em situações de deficiência motora, visual, mental ou auditiva, e também para alunos com autismo.

Veja mais


X
27/01/2011
Charges