“Esse texto não é sobre política, é sobre esperança”, por Lucas Pinheiro

Artigos - 03/10/2018

Eu vivi o Brasil do PT, tinha 12 anos quando o PT ascendeu ao Poder. Fui à posse do Lula quando meu avô me levou e me disse: ‘Lucas, guarde esse dia na memória’. Guardei. Guardei porque Lula dizia que a ‘esperança venceu o medo’ e lá se foi mais de uma década de governos populistas e corruptos. Que emergiu o Brasil no déficit e no desemprego.  É uma ironia que o partido dito dos trabalhadores tenha tido políticas que desempregaram tanta gente.

É uma ironia que o partido dito defensor do serviço público, tenha quebrado o Estado como fez o PT. É uma ironia que o partido dito defensor das estatais, tenha quebrado a Petrobrás e sucateado os Correios. O PT foi a maior desgraça que o Brasil já teve em sua história após a redemocratização.  Um misto de má gestão e corrupção. A corrupção venceu a esperança.

Agora, a delação premiada de Antonio Palocci revela mais atos dessa facção criminosa que montou um esquema para assaltar o Estado, uma facção criminosa que agora é comandado de dentro da cadeia.

Isso assusta, pois sabemos que há um risco real do PT voltar ao Palácio do Planalto através de Fernando Haddad, poste do Lula. Haddad foi o pior prefeito de São Paulo, já foi evidenciada a sua incompetência, e agora endossa essa facção criminosa e seu líder presidiário.

Temos que votar em alguém que vença o PT no segundo turno para extirpar essa turma. Votar no Bolsonaro é trazer o PT de volta.

Vote Geraldo Alckmin. Gestor honesto e competente que já fez muito em SP e pode fazer no Brasil.  Geraldo é um especialista em vencer o PT e vai derrotar essa quadrilha no segundo turno.

#Geraldo45

*Lucas Pinheiro é presidente da Juventude Tucana do DF 

 

 

Temas relacionados:

X
03/10/2018
Charges