Abertura da “caixa-preta” do BNDES é passo importante, avalia Sampaio

Notícias - 21/01/2019

O deputado Carlos Sampaio (SP), líder eleito do PSDB na Câmara para 2019, defendeu a abertura da “caixa-preta” do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O novo presidente da instituição, Joaquim Levy, determinou que o banco disponibilize os dados referentes a contratos de empréstimos dos 50 maiores tomadores de recursos nos últimos 15 anos.

A medida é considerada por Sampaio um importante passo no caminho da transparência. “Quebrar o sigilo dos contratos de empréstimos e agir com transparência é um importante passo para retomar a credibilidade do BNDES e impedir que a instituição seja usada de forma desastrosa e irresponsável, como foi durante os governos Lula e Dilma”, afirmou o tucano nas redes sociais.

O tucano ressalta que o BNDES foi usado durante anos como instrumento de financiamento de governos ideologicamente alinhados com o PT. O governo petista concedeu empréstimos por meio do BNDES para países como Venezuela, Moçambique e Cuba. Os três já devem mais de US$ 400 milhões em pagamentos atrasados. Cuba já anunciou o calote de parte do valor usado nas obras do Porto de Mariel, negócio promovido pelo ex-presidente Lula.

Essas informações já existem, mas estão disponibilizadas de forma diluída. O Banco Central deve apresentá-las de forma organizada e fácil acesso.

Do PSDB na Câmara

Temas relacionados:

X
21/01/2019
Charges