Alberto Goldman foi defensor da democracia e da justiça social, afirmam tucanos

Notícias - 02/09/2019

Tucanos lamentaram a morte do ex-governador de São Paulo e ex-presidente do PSDB, Alberto Goldman, ocorrida neste domingo (01/09). Também destacaram sua trajetória política e pessoal, como um defensor da democracia, da justiça social e das liberdades individuais.

“Muito sentido com o falecimento do ex-governador Alberto Goldman. Sua atividade política atravessa sete décadas de nossa história. Passa pela militância da juventude, deputado estadual e federal, secretário de estado, ministro dos Transportes, presidente do PSDB e governador de São Paulo. Uma trajetória que impõe respeito e admiração”, disse Bruno Araújo, presidente nacional do PSDB.

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso lembrou que conheceu Goldman “na época dura o autoritarismo” e que o ex-governador usava o MDB (sua legenda de então) para combater as investidas do regime militar. “Tornou-se democrata convicto. Foi ministro, deputado do PSDB e vice-governador. Homem correto e amigo. Sentiremos sua falta”, escreveu FHC em sua conta no Twitter.

O senador José Serra destacou que, além de perder um amigo próximo, também se despedia de “um companheiro leal e competente de militância, partido e governo”. Segundo ele, Aberto Goldman deu uma grande contribuição à luta pela redemocratização do Brasil. “Enfrentou corajosamente o regime autoritário, ajudou a formar a unidade da oposição da época e, na posterior redemocratização, participou ativamente como deputado, ministro, secretário e governador de Estado da reconstrução do desenvolvimento de São Paulo e do Brasil”, disse Serra, de quem Goldman foi vice-governador.

O líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio (SP), afirmou que a história de vida do tucano foi marcada pela defesa do país. “Tive a honra de ser liderado por Goldman na Câmara Federal. Uma pessoa de posições firmes e, por vezes, polêmicas. Mesmo que, ocasionalmente, tenha discordado de seu posicionamento, reconheço que o amigo Goldman teve uma história de vida marcada pela defesa de São Paulo e do país. Cumpriu, com maestria, sua missão na Terra”, declarou.

“É com profundo pesar que recebo a notícia do falecimento do ex-governador de São Paulo Alberto Goldman. Seu espírito público e republicano inspira a vida de quem o acompanhou. Meus sinceros sentimentos aos familiares e amigos”, disse Samuel Moreira (SP)

“Muito triste ao saber da notícia do falecimento do meu amigo Alberto Goldman. Iniciei minha vida pública junto dele. Foi meu Líder na Alesp. Um Político de convicções e determinado. Uma grande perda para a democracia Brasileira. Um Político com P maiúsculo”, completou Vanderlei Macris (SP)

História
Engenheiro formado pela USP, Alberto Goldman foi governador e vice-governador de São Paulo, estado que também representou na Câmara dos Deputados por seis mandatos. Foi ainda deputado estadual, secretário de Desenvolvimento e ministro dos Transportes.

Filiou-se ao PSDB em 1997, contribuindo ativamente para a aprovação, no Congresso Nacional, das políticas propostas pelo partido. Foi presidente da comissão de reestruturação do setor elétrico e relator na comissão que analisou e aprovou o ordenamento legal das privatizações. Em 2017, ocupou a presidência nacional da legenda.

Temas relacionados:


X
02/09/2019
Charges