Alckmin defende reforma de Estado para sanar contas públicas sem aumentar impostos

Notícias - 27/08/2018
Foto: Ciete Silvério

O candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, falou nesta segunda-feira, durante agenda em Pelotas, no Rio Grande do Sul, sobre a importância da reforma de Estado para reduzir os gastos do governo e sanar as contas públicas sem aumentar impostos. “A PEC do Teto não precisaria existir se não existisse o PT, que quebra o governo para ganhar eleição. Nós vamos para o 6º ano de déficit primário. Isso vai quebrar o país”, disse.

“As pessoas não acreditam que dá para cortar gasto. Acham que, sem aumentar imposto, não tem solução. Tem sim. Governante tem que zelar pelo dinheiro do povo”, prosseguiu.

Ao lado de sua candidata a vice, a senadora Ana Amélia, Alckmin reiterou a importância de tê-la na chapa: “Ela ter aceito nosso convite mostra grande generosidade. Ana Amélia teria uma reeleição muito provável para o Senado, e veio somar conosco nesse momento em que o Brasil tanto precisa. Nosso país está em uma encruzilhada: ou trilha o caminho das reformas, ou o caminho do berro. Mas o Brasil não vai mudar no grito, com violência. Vai mudar com reformas, com diálogo”. 

Alckmin visitou o Centro de Atendimento ao Autista Dr. Danilo Rolim de Moura, que classificou como uma referência para todo o Brasil. E reforçou seu compromisso com a saúde, salientando a importância de uma rede nacional de assistência às pessoas com deficiência. “Fiz questão de vir aqui conhecer esse centro de atendimento, que é um exemplo. É inspirador para que a gente possa ter mais trabalhos como esse no Brasil inteiro”.

*Ouça aqui a entrevista coletiva. 


X
27/08/2018
Charges