Azambuja busca reeleição ao governo de Mato Grosso do Sul

Notícias - 13/08/2018

Com uma longa trajetória na vida política, o governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), busca a reeleição para o governo do estado nas eleições deste ano. Nascido em Campo Grande, o tucano desempenhou trabalhos marcantes durante os mais de 22 anos de história na política. Sua candidatura foi confirmada pelo partido na convenção estadual, ocorrida no último dia 4.

Respeitado empresário do setor do agronegócio, Azambuja iniciou sua carreira política em 1996, como prefeito de Maracaju, cidade no Sudoeste de Mato Grosso do Sul. Em seu primeiro mandato, os investimentos feitos em sua gestão fizeram o município passar de 12ª para a 5ª maior economia do estado.

Reeleito em 2000, o tucano foi escolhido presidente da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul). Nesta empreitada, teve o desafio de filiar todos os municípios do estado à entidade e, hoje, a Assomasul é o maior instrumento de defesa dos interesses das cidades sul-mato-grossenses.

A segunda administração em Maracaju consolidou seu nome dentre as mais importantes forças políticas de Mato Grosso do Sul. Azambuja deixou a prefeitura com mais de 93% de aprovação popular.

Em 2006, elegeu-se deputado estadual com o maior número de votos da história do estado. Entre 2007 e 2010, na Assembleia Legislativa, Azambuja propôs mais de 47 projetos que foram transformados em Lei. Atuou em oito comissões, entre elas a Comissão de Constituição, Justiça e Redação, a principal da Casa. Idealizou e liderou a Bancada do Agronegócio.

Em 2010, foi eleito deputado federal com 122.213 votos. Foi titular de 12 comissões na Casa e suplente em outras cinco. Com atuação amplamente reconhecida, foi escolhido um dos 13 parlamentares mais transparentes na divulgação de suas ações e gastos na Câmara pela pesquisa Medialogue.

Com 741.516 votos, correspondente a 55,34% dos votos válidos, Azambuja foi eleito governador do Mato Grosso do Sul em 2014 e segue agora na busca pela reeleição ao governo do estado.

Legado

Um dos maiores legados de sua gestão no estado é o programa habitacional do governo de Mato Grosso do Sul, que beneficiou, ao longo de quatro anos, mais de 100 mil pessoas com menor poder aquisitivo e sem acesso a financiamentos. O maior volume de investimentos em habitação na história do estado, no período de 2015 a 2018, atingirá a cifra de R$ 763 milhões até o fim deste ano.

Em parceria com as prefeituras, o governo de Azambuja criou o Lote Urbanizado e o programa financiado e Subsidiado, que usa recursos do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). Em 2015, sua gestão também lançou o Programa Morar Legal para reduzir a inadimplência em imóveis financiados pela Agehab, cujo índice chegava a 80% dos mutuários, com o propósito de mudar este quadro e aumentar a arrecadação para aplicação em novos projetos habitacionais.


X
13/08/2018
Charges