Bem-sucedidas, Etecs São Paulo despontam como referência para o ensino do país

Notícias - 19/09/2018

Meio fundamental para a retomada do crescimento do Brasil, a educação ficou em segundo plano nos últimos anos. Sabendo da importância do tema para o futuro do país, Geraldo Alckmin, candidato do PSDB à presidência, priorizou o tema em seu plano de governo. Nos oito anos como governador de São Paulo, o tucano investiu em projetos que melhoraram a qualidade do ensino paulista e agora servem como referência para a retomada da área em todo o país.

Uma das ações mais bem sucedidos de São Paulo são as Escolas Técnicas Estaduais (Etecs), modelos de referência educacional. Alckmin realizou a ampliação do projeto e entregou 31 novas unidades, fazendo o estado contar com a maior rede pública de ensino tecnológico do país, com 223 unidades distribuídas em 156 municípios paulistas. As escolas técnicas são coordenadas pelo Centro Paula Souza através de uma parceria com a Secretaria de Educação e prefeituras.

Atualmente, as Etecs paulistas atendem mais de 200 mil estudantes em habilitações nas modalidades presencial, semipresencial, online, Educação de Jovens e Adultos (EJA) e especialização técnica. “As Etecs têm os melhores alunos de São Paulo. Temos a melhor rede de ensino técnico e tecnológico de toda a América Latina. Estamos aumentando o número de alunos e eles saem com diploma de ensino médio e técnico”, ressaltou Alckmin em entrevista ao Jornal da Globo.

Nas unidades, os alunos realizam ensino médio de alta qualidade podendo optar pela conciliação com aulas técnicas e preparatórias para o mercado de trabalho. Atualmente, as Etecs oferecem 150 cursos profissionalizantes em áreas como Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Automação Industrial, Gestão Ambiental, Big Data no Agronegócio, Jogos Digitais, Têxtil e Moda. Os cursos de cada unidade são escolhidos com base na vocação produtiva da região.

Com o ensino das unidades, os estudantes saem preparados para atuar na vida profissional. O alto índice de empregabilidade proporcionado pelo projeto evidenciam o sucesso do modelo que Alckmin pretende implantar em todo o Brasil: cerca de 70% dos alunos com passagem pelas Etecs conseguem emprego formal com menos de um ano de formados.

Para ingressar nas unidades, os alunos são avaliados por um processo seletivo oferecido em todo o estado de São Paulo conhecido como Vestibulinho. As Etecs possuem o “Sistema de Pontuação Acrescida”, no qual os candidatos declarados afro–descendentes recebem 3% de bônus sobre a nota e aqueles que cursaram o ensino fundamental integralmente em escola pública ganham 10% cumulativos.

Reportagem Danilo Queiroz

X
19/09/2018
Charges