Congresso Nacional retira previsão de corte de gastos na LDO 2019

Notícias - 12/07/2018
Foto: PSDB na Câmara

Apesar dos apelos reiterados do PSDB pelo corte de gastos da máquina pública, o Congresso derrubou, na noite dessa quarta-feira (11), a redução de 5% do custeio administrativo na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2019 a partir de destaque apresentado pelo PT. O objetivo da bancada tucana era reduzir despesas do governo com diárias, passagens, telefone, combustível de carros oficiais, entre outros.

A emenda original apresentada pelo líder do partido na Câmara, deputado Nilson Leitão (MT), reduzia os gastos em 20%. O relator da LDO na Comissão Mista de Orçamento, senador Dalirio Beber (PSDB/SC), acatou o corte de 10%. Mas, o colegiado passou para 5%. Nilson Leitão voltou a defender a redução da máquina pública e criticou a derrubada.

O deputado Rogério Marinho (PSDB/RN) cobrou responsabilidade dos parlamentares para que o país continue em condições de superar desafios e atender as necessidades da população. Segundo ele, não se protege o servidor público aumentando o déficit público, como propôs o PT. O destaque aprovado retira da LDO a proibição à concessão de reajustes e a criação de cargos.

X
12/07/2018
Charges