Couto defenderá obras em prol do desenvolvimento do PA

Notícias - 01/12/2006

Brasília (1 de dezembro) – Eleito com cerca de 1,4 milhão de votos no Pará, Mário Couto Filho é administrador e engenheiro, casado e tem seis filhos. Seu nascimento foi registrado como tendo ocorrido em 14 de janeiro de 1946, em Belém, mas repete aos interlocutores que se orgulha de ser um político que nasceu na ilha de Marajó, filho de um casal de comerciantes da vila de Salvaterra, em Soure (PA).

Mário Couto começou sua vida política depois de ter ocupado a chefia do antigo Departamento Nacional de Estradas de Rodagem (DNER) no Pará. Cumpriu quatro mandatos como deputado estadual (desde 1990) e chegou à presidência da Assembléia Legislativa do Pará, que ocupa até o fim de 2006. Como presidente, sancionou o projeto que reduziu o recesso parlamentar de 90 dias para 55 dias e acabou com os pagamentos nas convocações extraordinárias.

Durante a campanha para o Senado, prometeu defender a conclusão da eclusa da barragem da Hidrelétrica de Tucuruí, no rio Tocantins. A obra permitirá que a navegação pelo rio Tocantins reduza o custo de exportação dos cereais produzidos no sudeste do Pará e no estado do Tocantins. Outra obra que ele considera vital para o desenvolvimento do Pará é o asfaltamento definitivo da Transamazônica.

Eleito pela coligação União pelo Pará (PP, PTB, PSC, PL, PFL, PAN, PRTB, PHS, PMN, PTC, PV, PRP, PSDB, PRONA, PTdoB), Mário Couto derrotou nas urnas o atual senador Luiz Otávio (PMDB). Os suplentes do senador eleito são Demetrius Fernandes Ribeiro e Shydney Jorge Rosa, ambos do PSDB, nessa ordem.

X
01/12/2006
Charges