De olho nas eleições municipais, PSDB-Mulher inicia campanha de filiação

Notícias - 13/08/2019

Após o sucesso alcançado nas eleições de 2018, que garantiu um aumento de 60% na bancada feminina do PSDB na Câmara dos Deputados e de 33% nos estados, o PSDB-Mulher começou uma campanha nacional de filiação de mulheres ao partido.

A ideia é consagrar um bom desempenho nas eleições municipais de 2020, estimular uma onda de candidaturas femininas e, assim, ajudar a mudar a cara do PSDB.

Entre mais de 1,5 milhão de filiados, o PSDB tem atualmente 619.999 mulheres militando na legenda, ou seja 41% do total. O restante se divide em dois grupos: 779.422 são homens e 111.143 não declararam o sexo.

A meta do PSDB-Mulher é estimular a filiação de novas lideranças femininas e capacitá-las, sobretudo, para a disputa de prefeituras.

Capitais
Atualmente o PSDB-Mulher tem apenas uma prefeita de capital, Cinthia Ribeiro em Palmas, no Tocantins. Além de investir na reeleição de Cinthia, as tucanas já identificaram pelo menos mais quatro pré-candidatas a prefeita em capitais: Mariana Ribas no Rio de Janeiro (RJ), Luísa Barreto em Belo Horizonte (MG), e Neuzinha de Oliveira em Vitória (ES).

No total, há 79 tucanas prefeitas de cidades em todo país, 78 vice-prefeitas e 706 vereadoras. São nove deputadas federais, 16 deputadas estaduais e uma senadora: Mara Gabrilli (SP).

Clique aqui e saiba mais sobre o trabalho do PSDB-Mulher!

 


X
13/08/2019
Charges