Deputado do PSDB articula Frente Parlamentar da Indústria da Música

Notícias - 15/03/2019
Foto: Alexssandro Loyola

O deputado Roberto Pessoa (CE) comandou nesta semana uma reunião com representantes do setor da música no Brasil para definir as diretrizes da Frente Parlamentar da Indústria da Música. O tucano está coordenando a criação da frente e recolhendo assinaturas de congressistas para possibilitar a instalação do grupo.

“Participei nessa semana de uma reunião preparatória para o lançamento da Frente Parlamentar da Música, que vai defender as causas da indústria da música e todos os profissionais envolvidos com essa área”, explicou o tucano, ao destacar que essa é uma indústria muito grande e essencial para o Brasil, composta por cerca de 30 subdivisões.

De acordo com o tucano, a frente parlamentar vai ajudar no desenvolvimento da indústria da música, ao conscientizar as autoridades e até mesmo a população de que há muita coisa por trás da música propriamente dita. “Fico feliz por ter recebido a confiança das lideranças nacionais da indústria da música e estar encabeçando a instalação dessa frente parlamentar”, declarou Roberto Pessoa.

Com a frente parlamentar, os congressistas e entidades ligadas a área pretendem contribuir com o setor ao legislar, ampliar, profissionalizar e defender a cadeia produtiva da música.

Na reunião realizada na Câmara dos Deputados na terça-feira (12), representantes da indústria da música, lojistas, produtores musicais, escolas de música e outros segmentos correlatos apresentaram demandas do setor. Roberto Pessoa se comprometeu a trabalhar pela área e lembrou que o mercado da música, além de empregar direta e indiretamente milhares de pessoas, gera receitas milionárias para o país, mas ainda tendo um grande potencial a ser explorado.

Com a frente parlamentar, o Congresso Nacional poderá se debruçar sobre questões ligadas a produção musical, equipamentos de áudio, iluminação, instrumentos, assim como a distribuição, direitos autorais e pirataria. São diversas nuances que necessitam de atenção do Parlamento.

Daniel Neves, que presidirá o Conselho da frente parlamentar afirma que o grupo tratará de todo aspecto pragmático e tudo que abrange os negócios relacionados a música. Segundo ele, a indústria da música movimenta cerca de R$ 7 bilhões por ano.

As frentes parlamentares são associações de parlamentares de vários partidos para debater sobre determinado tema de interesse da sociedade. Para que seja constituída oficialmente, a frente parlamentar deve registrar um requerimento com a assinatura de apoio de pelo menos um terço dos membros do Poder Legislativo.

Roberto Pessoa, que tem o apoio dos representantes da área musical para coordenar a frente, assumirá o posto tão logo conclua o recolhimento das assinaturas e a frente seja instalada.

Do PSDB na Câmara

Temas relacionados:

X
15/03/2019
Charges