Em sessão na Câmara, políticos ressaltam compromisso de Oswaldo Coelho com irrigação e educação

Imprensa - 10/11/2016

sessao-postuma-oswaldo-coelho-foto-psdb-peA Câmara dos Deputados realizou nesta quinta-feira (10) uma sessão de homenagem póstuma ao ex-deputado federal pernambucano Oswaldo Coelho que faleceu em novembro do ano passado aos 84 anos. A iniciativa da homenagem partiu dos deputados federais Daniel Coelho (PSDB-PE), Fernando Monteiro (PP-PE) e Kaio Maniçoba (PMDB-PE) e do ministro da Educação Mendonça Filho (DEM-PE).

Na ocasião, com a presença de familiares e amigos, várias autoridades destacaram o espírito público de Oswaldo Coelho e seu compromisso com o desenvolvimento do semi-árido pernambucano através da irrigação e da educação. A trajetória do parlamentar na vida pública ficou marcada por uma missão: “lutar e defender o povo sertanejo”.

Oswaldo de Souza Coelho, filho de Clementino Souza Coelho e Josefa Coelho, nasceu em 24 da agosto de 1931. Formou-se em ciências jurídicas e sociais na UFPE. Aos 23 anos, em 1954, começou a carreira de político. Foram oito mandatos, três de deputado estadual e cinco de deputado federal. “Em toda tribuna que ocupo não trago outro assunto se não os da minha aldeia”, repetia o parlamentar. Foram 44 anos no exercício da política que o deixaram conhecido como “a força do Sertão”. Para pregar o desenvolvimento do semi-árido ergueu duas bandeiras: irrigação e educação.

Foi por iniciativa de Oswaldo Coelho que foi implantada no São Francisco a primeira escola técnica federal e a primeira agrotécnica federal do interior do Brasil. Por acreditar piamente na educação, criou o artigo 60 das duas disposições transitórias que estabeleciam 50% dos recursos destinados à educação nos estados e municípios para ampliação do ensino fundamental, conhecida como a lei Oswaldo Coelho, que posteriormente deu origem ao Fundef. Graças ao seu empenho, veio em 2002 a assinatura pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso do projeto de criação da Universidade Federal do Vale do São Francisco.

Abaixo, trechos de alguns dos discursos proferidos na sessão:

“Papai foi um político diferenciado e dedicou a sua vida a causa pública. Tem uma trajetória limpa e de grandes realizações. Seu legado, tanto na irrigação quando na educação, continua vivo e transformando a vida de muitas pessoas. A homenagem que a Câmara faz é singelo reconhecimento do seu trabalho”, deputado federal Guilherme Coelho (PSDB-PE).

“Oswaldo sempre ressaltou a importância da educação e da irrigação como forma de transformar de forma definitiva a vida do povo da região do São Francisco. Ele dizia que o sertanejo não queria esmola, mas trabalho e conduções de produzir para sustentar sua família. Sem nenhum dúvida Oswaldo Coelho foi um homem visionário, um homem que marcou sua época no sertão de Pernambuco e no Brasil, com certeza honrando muito nosso povo”, deputado federal Daniel Coelho (PSDB-PE).

“Conheci muitos homens públicos, mas poucos, muito poucos com a conduta, a dimensão, a sensibilidade e o espírito público de Oswaldo Coelho. Ele fazia as coisas não apenas pela sua Petrolina, mas pelo Sertão, por Pernambuco, pelo Brasil. Oswaldo era mais do que um homem do Sertão, foi um homem pelo Sertão. Um político que, como poucos, direcionou seus esforços para amenizar o sofrimento e melhorar a vida de quem é obrigado a conviver com o flagelo da seca”, deputado federal Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE).

“Tem de se fazer o reconhecimento da devoção, da adoração e da teimosia que dr. Oswaldo tinha pelos temas que ele defendia. Ele tinha a geração de emprego e renda capitaneada pela irrigação, abraçou a pauta da educação com a intransigência que era necessária para fazer o Congresso ouvir os nosso anseios e as nossas necessidades”, ministro das Minas e Energia, Fernando Filho (PSB-PE).

“Oswaldo Coelho foi um dos políticos mais qualificados que conheci na minha vida. Toda sua luta foi de muita obstinação, de muita dedicação a sua representação política, mostrando uma atuação diferenciada, qualificada, e pode se dizer revolucionária”, ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM-PE).

“O deputado Oswaldo Coelho foi um desses homens que lutou ao longo de toda a vida por suas ideias. Ideias que deram resultado e que ajudaram a constituir uma das regiões mais prósperas e exemplo de modelo econômico que é o Sertão do São Francisco pernambucano. Mais do que isso, o exemplo de que o semi-árido tem futuro quando há boas ideias e disposição ao trabalho. Esse evento de hoje não é uma homenagem só a Oswaldo Coelho, mas uma homenagem ao respeito da compreensão que temos de um homem de estado, de reverenciarmos aquele que serve de padrão para a boa ação política. Oswaldo Coelho leva o carimbo daqueles que cuidaram do país com espírito público. Nós é quem agradecemos sua passagem pela vida pública e homenageamos através dele a boa política”, ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB-PE).

*Do PSDB-PE


X
10/11/2016
Charges