Experiência política credencia Geraldo Melo para concorrer a uma vaga no Senado pelo PSDB

Notícias - 22/08/2018
Reprodução: Facebook/Geraldo Melo

Nome de grande experiência e profundo conhecedor dos anseios da população do Rio Grande do Norte, Geraldo Melo sairá como candidato do PSDB a uma das vagas do estado no Senado Federal. O tucano, que já foi eleito na Casa em outras duas oportunidades entre 1993 e 2007, tentará emplacar um novo como senador no pleito de 2018.

Geraldo José da Câmara Ferreira de Melo nasceu em Natal, no Rio Grande do Norte, em 12 de julho de 1935, filho de Pedro Ferreira de Melo e Almira da Câmara de Melo. Apresentava, ainda menor de idade, uma grande vocação para a vida política norte-rio-grandense. Ainda jovem, era bastante atuante em diversos comícios estudantis no estado.

Formou-se em Planejamento do Desenvolvimento Econômico, pela Comissão Econômica para a América Latina (CEPAL). Posteriormente, começou sua vida pública prestando serviços no Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS) do Rio Grande do Norte.

Em 1979, foi eleito vice-governador do estado nordestino na chapa encabeçada por Lavoisier Maia Sobrinho. No cargo, teve atuação destacada nas vezes em que assumiu o governo, dando-lhe dinâmica e eficiência, conseguindo dividendos políticos junto à opinião pública.

Com o bom trabalho prestado como vice, Geraldo Melo se candidatou a governador do estado no pleito de 1986 sob o slogan “Novos Tempos, Novos Ventos”. Foi eleito em uma disputa acirrada, levando o cargo por pouco mais de 14 mil votos de diferença.

Durante seu mandato, deu grande ênfase à saúde, construindo em Natal o Centro de Reabilitação Infantil (CRI), para recuperar deficientes físicos, além da construção de hospitais regionais no interior de estado. Também prestou serviços de destaque nas áreas sociais, agricultura e educação.

Durante sua primeira passagem pelo PSDB, foi eleito senador pelo Rio Grande do Norte entre 1994 e 2003, sendo o político cargo mais votado para o cargo no estado. Entre 1995 e 1997, foi vice-presidente do Senado Federal e representou a Casa em diversas missões no exterior.

Distante de cargos públicos desde então, Geraldo de Melo retorna ao PSDB em 2018 para voltar a tentar uma cadeira como senador. Durante sua primeira passagem pelo partido, ocupou o cargo de presidente estadual.

Reportagem Danilo Queiroz


X
22/08/2018
Charges