Geraldo Alckmin quer criar Programa Nacional de Redução de Homicídios no Brasil

Notícias - 26/09/2018

Em visita nesta quarta-feira à cidade de Santo André, no ABC Paulista, o candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, falou dos índices de criminalidade de São Paulo em agosto, que acabam de ser divulgados. Ele lembrou que o Estado alcançou a menor taxa de homicídios da série histórica (7,4 por 100 mil habitantes) para o mês. “O que nós fizemos em SP vamos fazer pelo Brasil: salvar vidas, evitar que famílias sejam desfeitas”, afirmou.

Alckmin destacou as principais propostas de seu plano de governo para segurança pública: combater o tráfico de drogas e armas com monitoramento inteligente das fronteiras, endurecer a Lei de Execuções Penais para dificultar as saídas temporárias e criar uma guarda nacional permanente, com efetivo de 5 mil homens, para ajudar os Estados com os piores índices de criminalidade.

Falou, ainda, da importância da parceria com os municípios: “Toda cidade tem um bairro que é mais crítico. É preciso fortalecer, nesses locais, as ações preventivas, com urbanização, melhor iluminação e políticas públicas sociais, de educação, esporte e cultura. Vamos descentralizar, ser parceiros das prefeituras até na questão da segurança”.

Entre as propostas de Alckmin para a Segurança Pública estão também a criação de um Programa Nacional de Redução de Homicídios, com foco especial nas localidades com índices acima de 40 homicídios por 100 mil habitantes, o aprimoramento dos instrumentos de gestão compartilhada de informações e sistemas de inteligência em diferentes níveis de governo e entre órgãos de diferentes naturezas, além da instituição de uma central de inteligência policial em Brasília, integrada com os bancos de dados criminais.

X
26/09/2018
Charges