Notícias- 14/07/2017

Governo de Goiás investe R$ 1 bi em moradias populares

O governo de Goiás, sob o comando do tucano Marconi Perillo (PSDB), vai investir R$ 1 bilhão na construção de 10.253 unidades habitacionais em 58 municípios do estado. O programa “Goiás na Frente Habitação”, que será lançado dia 20 de julho pelo governador tucano, prevê ainda a construção total de 30 mil casas nos 246 municípios goianos – em uma segunda etapa de investimentos. O critério de seleção das primeiras cidades foi a apresentação de áreas pelas prefeituras para a construção das casas.

O “Goiás na Frente Habitação” é uma vertente do Programa “Goiás na Frente”, voltada exclusivamente para moradias populares. Depois da assinatura dos convênios, o governo estadual inicia o processo de repasse dos recursos por meio do “Cheque Mais Moradia”. O “Goiás na Frente Habitação” envolve a apresentação das áreas pelas prefeituras, e a liberação de recursos pelo governo estadual e pelo governo federal, por meio da Caixa Econômica Federal. Os recursos serão liberados ao longo deste ano e do ano que vem.

Com o novo programa, o setor da habitação ganha ainda mais força em Goiás, bem como a meta do governo estadual de reduzir o déficit habitacional em todo o Estado e propiciar moradia digna para os cidadãos goianos de menor poder aquisitivo. O Governo de Goiás está com unidades habitacionais em construção e em fase de entrega em todo o Estado. O Residencial Nelson Mandela, por exemplo, é um conjunto de apartamentos que está em fase final de implantação.

No mês de junho, Marconi entregou 1.061 moradias em todo o Estado, resultado da parceria entre Estado, União e municípios. Entre as unidades entregues estão as do Residencial Luciano Peixoto, em Pirenópolis, inteiramente abastecidas com energia fotovoltaica, resultado dos investimentos do programa estadual Goiás Solar.

O Governo de Goiás vai instalar no Nelson Mandela uma estrutura de atendimento aos prefeitos e aos beneficiários dos programas habitacionais, para impulsionar as ações do Goiás na Frente Habitação.

* Com informações do gabinete de imprensa do governo de Goiás

X
25/07/2017