Pioneiro no programa Avançar Cidades, MS libera R$ 190 milhões para saneamento básico

Notícias - 20/06/2018

Campo Grande (MS) – Mato Grosso do Sul saiu na frente e se tornou o primeiro estado brasileiro a formalizar convênios que liberam recursos do programa Avançar Cidades – Saneamento. Nesta quarta-feira (20.6), o governador Reinaldo Azambuja e prefeitos de 16 municípios sul-mato-grossenses assinaram contratos que destinam R$ 190 milhões para obras de ampliação de sistemas de coleta e tratamento de esgoto.

“Dos 27 estados do País apenas sete foram habilitados no programa. Desses sete, somos o primeiro a assinar os contratos para execução das obras. Isso, graças a competência e capacidade técnica dos nossos servidores da Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul), que apresentaram projetos bem elaborados que foram aprovados no Ministério das Cidades, no BNDES e na Caixa Econômica Federal”, explicou o governador Reinaldo Azambuja.

Por meio do programa, serão beneficiadas mais de 47 mil famílias de Amambai, Antônio João, Aquidauana, Batayporã, Chapadão do Sul, Guia Lopes da Laguna, Jardim, Maracaju, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba, Paranhos, Ponta Porã, Ribas do Rio Pardo, Sidrolândia e Terenos. “Com esse convênio vamos ampliar de 35% para 85% a cobertura de tratamento de esgoto em Naviraí. Vamos fazer em dois anos o que demoraria 20”, disse o prefeito José Izauri de Macedo.

“Juntos, os 16 municípios contemplados vão receber a implantação de mais de 798 quilômetros de rede coletora de esgoto, 47 mil ligações domiciliares e a construção de 29 estações elevatórias de esgoto bruto. Em cidades como Ponta Porã, Paranhos e Paranaíba a coleta e tratamento de esgoto será universalizada”, destacou o diretor-presidente da Sanesul, Luiz Rocha.

A estimativa do Governo é que as obras nas cidades comecem entre 40 e 50 dias, após finalizado o processo licitatório para seleção das empresas.

Programa Avançar Cidades – Saneamento

O Programa Avançar Cidades – Saneamento tem o objetivo de promover a melhoria do saneamento básico por meio do financiamento de ações nas modalidades de abastecimento de água, esgotamento sanitário, manejo de resíduos sólidos, manejo de águas pluviais, redução e controle de perdas, estudos e projetos, e planos de saneamento.

Na primeira fase do programa, em Mato Grosso do Sul, foram contemplados projetos para melhorias em 16 cidades e, segundo o governador Reinaldo Azambuja, esse número será ampliado na segunda etapa do projeto. “Apresentamos projetos para mais 32 cidades e acreditamos que eles serão aprovados devido a qualidade na elaboração. Após isso, serão mais R$ 342 milhões que contribuirão para a universalização do tratamento de esgoto nas 68 cidades em que a Sanesul atua”, falou o governador.

*Do portal do governo do MS


X
20/06/2018
Charges