Governo do MS faz balanço da campanha “Agosto Lilás”, de combate à violência contra mulher

A subsecretária de Políticas Públicas para Mulheres, Luciana Azambuja, classificou como um avanço a campanha deste ano e disse que a ideia é transformar a cultura machista por meio da educação

Notícias - 12/09/2017

O governo de Mato Grosso do Sul, administrado pelo tucano Reinaldo Azambuja (PSDB), fez um balanço da campanha “Agosto Lilás”, de autoria da subsecretaria de Políticas Públicas para Mulheres do estado. Pelo terceiro ano consecutivo, o projeto executa ações para combater à violência contra a mulher.

A subsecretária de Políticas Públicas para Mulheres, Luciana Azambuja, classificou como um avanço a campanha deste ano e disse que a ideia é transformar a cultura machista por meio da educação.

“A educação transforma pessoas e nós queremos orientar esses meninos e meninas para que a gente tenha uma sociedade de fato comprometida com uma cultura de paz e não violência contra mulheres”, disse.

Luciana acredita que a ação é importante, por consolidar uma política de prevenção com uma campanha de informação.

O “Agosto Lilás” alcançou cerca de 57 munícipios beneficiando mais de 150 mil pessoas. O “Maria da Penha vai à escola”, uma vertente do projeto, levou informação a mais de 60 mil alunos.

Em 2017, o “Agosto Lilás” também chegou às igrejas e faculdades sul-mato-grossenses, desenvolvendo ações para coibir as agressões cometidas por marido, namorado, pai, irmão ou qualquer homem que tenha convívio com a vítima, podendo essa violência ocorrer nas mais diversas formas – física, moral, sexual, patrimonial e psicológica.

 

Temas relacionados:

X
12/09/2017
Charges