Lava Jato encontra e-mail da Odebrecht pedindo cargo a Palocci no governo Dilma

Imprensa - 09/01/2017

41ac9eeb48ed8 antonio palocci ABrA força-tarefa da Operação Lava Jato encontrou um e-mail em que Marcelo Odebrecht, ex-presidente da empreiteira, pede ao ex-ministro Antonio Palocci um cargo para Luiz Navarro no primeiro governo de Dilma Rousseff.  Na época, Navarro ocupava o cargo de secretário executivo da Controladoria-Geral da União (CGU).

Segundo reportagem do Estadão, a mensagem com a intenção da Odebrecht em ver Navarro no governo da petista foi encaminhada a diretores da empresa, entre eles, o ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht Cláudio Melo Filho.

Melo filho foi um dos diretores da empreiteira que aceitou fazer acordo de delação premiada no âmbito da Lava Jato. Apesar do pedido de Odebrecht, Navarro foi mantido na executiva da CGU no primeiro mandato de Dilma. No segundo mandato, ele foi nomeado chefe do órgão, cargo que tem status de ministério. Pouco antes do impeachment, Dilma nomeou o ex-secretário como conselheiro da Comissão de Ética da Presidência da República. Ele ficará no cargo até 2019.

A mensagem interceptada pela Lava Jato ajudou a embasar o pedido de prisão de Palocci. O ex-ministro petista foi preso em setembro de 2016 e é réu na Lava Jato por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Marcelo Odebrecht também está preso desde junho de 2015.

Clique aqui para ler a íntegra da matéria no Estadão.

 

X
09/01/2017
Charges