Leite pretende ir a Brasília discutir conclusão das obras de duplicação da BR-116

Notícias - 20/03/2019
Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratin

Em reunião com políticos, empresários e autoridades da zona sul do estado na segunda-feira (18), no Galpão Crioulo do Palácio Piratini, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, reafirmou seu apoio pela conclusão das obras de duplicação da BR-116, de Guaíba a Pelotas. A ideia é agendar audiências com o presidente Jair Bolsonaro e com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

“Eu não vou me omitir”, afirmou o governador, aplaudido pelos participantes. “Como prefeito de Pelotas eu iniciei essa luta e, agora, como governador, entendo que o meu papel não é apenas administrar os recursos sob competência do Executivo, mas também é ajudar na articulação de investimentos e medidas importantes para o Estado, como é o caso da BR-116”, acrescentou Leite. A duplicação está 65% concluída, mas faltam vários trechos para a liberação total da nova pista.

Ligação entre a Região Metropolitana de Porto Alegre e o Porto do Rio Grande, a rodovia tem relevância e impacto estadual e até nacional por ser a principal via de escoamento da produção agrícola e industrial do Rio Grande do Sul. “Afinal, não é o Porto ‘de’ Rio Grande, é o Porto ‘do’ Rio Grande”, disse o deputado federal e representante da Frente Parlamentar em Defesa da BR-116 na Câmara, Afonso Hamm.

Como representante da Associação dos Municípios da Zona Sul (Azonasul), a prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas, lembrou, ainda, que a rodovia é uma das campeãs em número de acidentes e mortes no RS. “A duplicação da 116 é fundamental para o desenvolvimento econômico do Estado, mas também para preservarmos a vida das pessoas e pararmos de ceifar famílias”, afirmou Paula.

A duplicação dos cerca de 210 quilômetros entre Guaíba e Pelotas começou em 2012 e tinha estimativa de ser concluída em dois anos. Porém, a crise financeira atrasou os repasses do governo federal e já empurraram o prazo para 2022. Os líderes do movimento “Juntos pela BR-116”, entretanto, querem pressionar a União para finalizar os trabalhos até o fim de 2020.

Para isso, aproveitaram a reunião desta segunda-feira para reforçar o pedido de apoio do Piratini. “Governador, nós queremos que o senhor corte a fita dessa duplicação no próximo ano”, afirmou o coordenador do Movimento Aliança Rio Grande e presidente da Câmara de Comércio do município, Antônio Carlos Bacchieri Duarte.

Na audiência em Brasília, as lideranças gaúchas querem pedir priorização da duplicação, com envio de um volume maior de recursos do orçamento, remanejamento de verbas e aproveitamento de restos a pagar de outras obras.

Da Secom do Governo do Rio Grande do Sul

Temas relacionados:


X
20/03/2019
Charges