Lucas Redecker reforça bancada do PSDB na Câmara dos Deputados a partir de 2019

Notícias - 10/10/2018
Foto: divulgação

Eleito no último domingo (7) com mais de 114 mil para deputado federal, Lucas Redecker é um dos que representarão a população do Rio Grande do Sul. Seu Ingresso na vida política iniciou-se aos 17 anos. Já aos 22, em 2003, filiou-se ao PSDB, acompanhando o pai, o ex-deputado federal Júlio Redecker.

Já em 2007, Lucas exerceu o cargo de assessor especial no gabinete da governadora Yeda Crusius e, na mesma época, por consenso, chegou à presidência da Juventude Tucana do Rio Grande do Sul (JPSDB-RS). À frente desta função, o atual deputado estadual recebeu o título emérito de Presidente de Honra da JPSDB-RS.

Com a intenção de dar continuidade ao mandato de seu pai, Redecker concorreu a deputado estadual pelo PSDB em 2010, tendo sido eleito como o deputado estadual mais votado da história do PSDB no Rio Grande do Sul.

Durante seu mandato de 2011 a 2014, foi titular na Comissão de Economia e Desenvolvimento Sustentável e na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Presidiu a CPI da Energia Elétrica e foi também presidente da Frente Parlamentar de Fomento às Parcerias Público-Privadas e da Frente Parlamentar do Turismo, além de líder do PSDB na Assembleia Legislativa.

Foi na época em que assumiu como líder da Bancada do PSDB na Assembleia Legislativa, em 2012, que Lucas garantiu a ampliação do passe livre estudantil para todos os estudantes gaúchos. A partir do ano seguinte, encarregou-se do ofício de líder do partido no Parlamento.

Em 2015, Redecker comandou a Secretaria de Estado de Minas e Energia até o fim de 2016. Enquanto exerceu a função, entregou o Plano Energético e o Atlas das Biomassas, promoveu as energias limpas e renováveis e deixou encaminhada a conclusão do Atlas Solarimétrico e o Plano Estadual de Mineração.

Comissões e Frentes Parlamentares

Entre 2011 e 2012, Lucas Redecker foi titular na Comissão de Agricultura, Pecuária e Cooperativismo. Fez parte da Comissão de Economia e Desenvolvimento Sustentável, da Comissão de Constituição e Justiça da Assembleia Legislativa gaúcha e da Comissão de Finanças, Planejamento, Fiscalização e Controle.

Foi ele quem criou a Frente Parlamentar de Fomento às Parcerias Público-Privadas na Assembleia Legislativa do RS. Além disso, na Assembleia Legislativa, propôs a criação da CPI da Energia Elétrica, da qual foi presidente.

Ana Clara Arantes, estagiária sob supervisão

X
10/10/2018
Charges