Mara Rocha entra com representação para evitar venda de Usinas do Acre

Notícias - 15/02/2019
Foto: Alexssandro Loyola

A deputada Mara Rocha (AC), em pronunciamento na tribuna da Câmara Federal nesta quinta (14), denunciou a venda de usinas térmicas do Acre como sucata.

Mara Rocha, afirmou que, após o sistema isolado Acre/Rondônia ser conectado ao Sistema Interligado Nacional – SIN, as usinas de Rio Branco I, Rio Branco II e Rio Acre, localizadas em Rio Branco, foram desativadas.

“Segundo informações dos funcionários, todos os equipamentos dos Parques Térmicos se encontram em perfeito estado de funcionamento e serão loteados para alienação e posterior venda como sucata”, afirmou a parlamentar.

A deputada tucana enfatizou as dificuldades da população das cidades do Vale do Juruá, que não estão dentro do Sistema Interligado Nacional e sofrem com constantes apagões.

“Existem municípios que não se encontram dentro do Sistema Interligado Nacional, como é o caso de Jordão, Tarauacá, Cruzeiro do Sul, Feijó, Mâncio Lima, Thaumaturgo, Porto Walter, Rodrigues Alves e Santa Rosa do Purus sofrem com a constante falta de energia elétrica, além disso, um novo Parque Térmico custaria US$ 15 milhões”, disse Mara.

Para evitar que a venda do Parque Térmico seja concluída, a parlamentar tucana entrou com Representações no Ministério Público Federal e no Ministério Público do Estado do Acre.

Mara Rocha, finalizou fazendo um apelo à direção da Eletronorte, para que reveja o planejamento de venda e mantenha o Parque Térmico para atender às regiões mais isoladas do Acre.

Da assessoria da parlamentar

Temas relacionados:


X
15/02/2019
Charges