Mais votado no PSDB, Nilson Pinto diz que novo Congresso deve buscar moderação

Notícias - 15/10/2018

Candidato a deputado federal mais votado pelo PSDB em todo o país, Nilson Pinto (PA) foi reeleito no último domingo e exercerá o sexto mandato consecutivo na Câmara a partir do próximo ano. Para o tucano, na próxima legislatura o Congresso tem uma missão fundamental: “evitar que os extremos prosperem com suas propostas”.

“O Legislativo vai ter um papel de moderação fundamental nos próximos quatro anos. E o PSDB, que é essencialmente um partido de moderação e de conciliação, vai continuar sendo essencial, mesmo com uma bancada menor”, afirmou nesta quarta-feira (10).

Nilson atribui seu bom desempenho nas urnas – 148.972 votos – ao reconhecimento dos paraenses a duas décadas de trabalho em prol do estado e do Brasil e à defesa do modo tucano de governar. “Isso significa credibilidade, e por onde passei isso foi reconhecido”, comemorou. Com o triunfo nas urnas, o tucano poderá dar continuidade a sua atuação em todo o estado em defesa do setor produtivo e de áreas fundamentais para a população, como saúde e educação.

VASTA TRAJETÓRIA

Natural de Belém (PA), Nilson Pinto é o atual presidente da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional. Já presidiu a Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, foi 1º vice-presidente da Comissão de Educação, além de ter sido presidente e vice-presidente do Grupo Parlamentar Brasil-Alemanha.

Geólogo formado pela Universidade Federal do Pará (UFPA), da qual também foi reitor entre 1989 e 1993, o deputado obteve, em 1977, o título de mestre em geoquímica, pela mesma universidade, e em 1980, conquistou o título de doutor em geociências, pela Universidade de Erlangen-Nuremberg, na Alemanha.

Às vésperas das eleições, o deputado publicou vídeo em rede social no qual agradeceu o apoio recebido em todos os cantos do Pará.

Temas relacionados:

X
15/10/2018
Charges