Notícias - 14/06/2017

Pelo terceiro ano consecutivo Pará bate a marca de 1 milhão de turistas

O Dia do Turista, no Pará, foi comemorado em grande estilo pelo aposentado Waldomiro Gastaudi, 72 anos, de Ribeirão Preto (SP), que escolheu para vir a Belém usufruir dos encantos da metrópole da Amazônia. Também nesse dia desembarcou na capital paraense a empresária Rosa Marques, 43 anos, vinda do estado vizinho, Manaus (AM), para desfrutar das férias junto com um grupo de amigos. Ambos têm planos de passar uma semana no Pará. Eles fazem parte de uma estatística que vem se consolidando nos últimos anos. Em 2016, o Pará bateu, pelo terceiro ano consecutivo, a marca de um milhão de turistas recebidos no estado.

Assim como Waldomiro e Rosa, a maior parte dos turistas que escolhem o Pará como destino tem em comum a vontade de conhecer as belas paisagens e diversidade cultural do estado. Waldomiro já tinha vindo a Belém anos atrás, a trabalho, e aproveitando o fato de ter parentes na capital paraense, decidiu voltar para conhecer melhor a cidade. “É uma cultura muito diferente, uma cidade com muitos contrastes, mas muito interessante de conhecer. Quero tomar bastante sorvete e passear pelos rios”, comentou.

A amazonense Rosa, apesar da proximidade cultural entre o Pará e o Amazonas ainda não conhecia Belém e veio atraída pelos relatos de amigos e também pela propaganda divulgada na mídia sobre as belezas naturais do estado. Ambos se mostraram encantados com a cidade. “Eu visitei o mercado do Ver-o-Peso e achei muito bonito, o paraense é povo muito receptivo”, comentou.

O incentivo ao turismo é uma das principais bandeiras do governador do Pará, Simão Jatene (PSDB).

Para melhor receber os turistas o governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Estado de Turismo (Setur), tem investido no setor a partir de objetivos definidos e metas traçadas pelo Plano Ver-o-Pará, hoje incorporado ao Pará 2030.

Nele, constam o Plano Operacional e o Plano de Marketing para o desenvolvimento e crescimento estratégico do turismo paraense no cenário nacional e internacional, levando em conta vários aspectos, entre os quais pesquisas estatísticas, concepção de novos produtos turísticos, criação de novas rotas e investimento em infraestrutura de acesso e mobilidade.

Para o secretário de Estado de Turismo, Adenauer Goes, há a necessidade de fortalecimento do processo de organização e compreensão do turismo, tanto por parte da gestão pública quanto do setor empresarial, para entender o turismo como atividade econômica e os benefícios que ele pode trazer, especialmente o aumento da oferta de emprego e da geração de renda.

Exemplos deste investimento estão na qualificação profissional de mais de 16 mil pessoas, a ligação de Belém com o mundo a partir da implantação de voos internacionais, como a rota Belém-Miami e Belém-Lisboa, e o investimento em novas rotas turísticas como a Belém-Bragança e a Rota do Queijo do Marajó.

Inventário

Para fortalecer as políticas voltadas ao turismo, a Setur realizou o inventário da oferta turística de 97 dos 144 municípios do estado reunidos em seis polos: Belém, Amazônia Atlântica, Araguaia-Tocantins, Marajó, Tapajós e Xingu.

Adenauer Goes explica que o Inventário da Oferta Turística é um raio X necessário para a elaboração do planejamento das ações da Setur nos polos e municípios paraenses. Com base nesse diagnóstico a Setur define onde, quando e como atuar.

“A partir daí lançamos um olhar global sobre os polos, suas particularidades e especificidades e, com base na promoção, divulgação e uma boa estratégia de marketing, trabalhamos questões como acessibilidade, organização de uma rede de prestação de serviços de qualidade, envolvendo a gestão pública e o empresariado, e o incentivo à criação de novos negócios”, destaca o secretário.

Com segurança

Com o aumento da demanda do turismo no estado, a partir de 2012 foi criada a Companhia Independente de Polícia Turística (Ciptur), que conta com policiais capacitados para lidar com esse público, atuando de forma preventiva nas áreas de maior fluxo de turistas, de maneira a garantir a segurança e tranqüilidade dos visitantes.

O tenente Dan Machado de Paiva explica que a Companhia é composta por policiais treinados e que falam pelo menos dois idiomas para que possam estabelecer um melhor contato com os turistas. Segundo ele, a Policia Militar do Pará é pioneira na oferta de cursos voltados para o policiamento turístico e recebe profissionais de outros estados enviados para participar dos cursos.

“No curso, o policial aprende técnicas de abordagem, língua inglesa, cultura e outros temas que venham enriquecer a atuação desse agente, de maneira a oferecer um melhor serviço ao turista para que ele se sinta seguro e retorne ao nosso estado”, explica.

Serviço: Mais informações sobre os pontos turísticos, como planejar uma viagem ao estado do Pará, informações de como chegar, onde comer, casas de câmbio, hospedagens, agências de turismo e consulados podem ser obtidas no site http://www.paraturismo.pa.gov.br

Para acessar os inventários turísticos assim como outros dados e também oportunidades no setor, acesse: http://setur.pa.gov.br

Principais pontos de atuação da Companhia de Policia Turística (Ciptur)
Telefone: (91) 3212-08873
Policiamento Motorizado: Ver-o-Peso / Escadinha/ Complexo Feliz Lusitânia
Postos Fixos:
Posto Estação das Docas
Aeroporto Internacional de Belém
Porto Hidroviário

*Clique aqui para ler a reportagem completa.

X
18/08/2017
Charges