Imprensa- 17/02/2017

Projeto Direitos Humanos em Cena incentiva debate entre jovens de escolas públicas do Pará

82786_268039Brasília (DF) – Em um mundo repleto de opiniões cada vez mais intolerantes, o governo do Pará, comandado por Simão Jatene (PSDB), deu passo um à frente para incentivar a discussão de temas relativos aos direitos humanos nas escolas públicas do estado, com o projeto Direitos Humanos em Cena. Desenvolvido pela Coordenadoria de Enfrentamento ao Tráfico de Pessoas e ao Trabalho Escravo, da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), o objetivo do trabalho era incluir a temática de forma dinâmica na pauta educacional, sensibilizando crianças e jovens para o debate.

A fase inicial foi um sucesso. Implantado inicialmente no ano passado em três escolas públicas do estado – Zulima Vergolino Dias, Dona Helena Guilhon e Benjamin Constant –, o projeto teve a participação de 126 alunos e a colaboração de nove professores.

“Muitos, antes do início das atividades, não tinham a noção exata do que eram os direitos humanos. Ao fim do projeto, percebemos que esse quadro mudou, pois agora a maioria dos alunos consegue debater a respeito das temáticas que abordamos em sala de aula”, afirmou uma das idealizadoras do trabalho, a assistente social Jeanete Gomes.

Com a parceria de órgãos das esferas municipal, estadual e federal, o projeto também contou com o amplo apoio das coordenações pedagógicas das escolas participantes.

“Já trabalhávamos em cima dos direitos humanos, então o projeto somente agregou a esta causa. Graças a ele, hoje nossos alunos têm consciência sobre temas importantes, como diversidade de gênero, e sabem identificar problemas como violência contra a mulher. Além disso, percebemos que o dia a dia na escola mudou. Antes, tínhamos casos de bullying envolvendo os jovens, mas agora esses diminuíram muito”, destacou a coordenadora pedagógica da escola Benjamin Constant, Ana Carolina Pinto.

O tucano Cyro Miranda (PSDB-GO) classificou como fundamental a inclusão das crianças na discussão sobre direitos humanos, como forma de preparar os futuros cidadãos do mundo.

“É como a educação que a gente tem que dar desde criança para que não joguem papel na rua, para que atravessem na faixa, para que possam respeitar as coisas básicas. Os direitos humanos não são levados, os direitos humanos são respeitos. São regras de respeito. Então, é da maior importância que isso seja ensinado desde criança para que mantenham isso para a vida, fazendo parte da educação oferecida nas escolas”, avaliou.

Passada a fase inicial, o Direitos Humanos em Cena deve focar em 2017 na formação e preparação de professores para discutir essas pautas nas escolas. O governo do Pará também deverá colocar em prática outros projetos relacionados, como o Protegendo Sonhos, que vai realizar ações sobre direitos humanos no âmbito esportivo, e o Direitos Humanos em Cena no Sistema Penitenciário.

Protagonismo do PSDB

Para Cyro Miranda, o protagonismo que o governo do tucano Simão Jatene assumiu nas discussões do tema nas escolas reflete a posição de destaque que o PSDB ocupa no resto do país, dando uma série de bons exemplos na gestão de estados e municípios. Ele também elogiou a iniciativa de discutir direitos humanos em sala de aula, que deveria ser replicada em todo o Brasil.

“É sempre o PSDB saindo na frente, e essa política implantada no Pará é sinônimo disso. Direitos humanos são básicos na educação. O jovem tem que reconhecer isso já como princípio. Hoje, nós passamos muitas dificuldades para trabalhar em cima de direitos humanos porque não se conhece, não se estuda isso a fundo. É mais do que necessário que a gente conscientize e conheça também quais são os principais princípios que norteiam os direitos humanos, porque é muito fácil falar em direitos humanos sem avaliar os dois lados. Às vezes, se critica sem ter uma base formal, então é de uma importância vital que isso seja levado às escolas”, apontou.

“É a mesma coisa que educação de trânsito, é o mesmo princípio. Se não tivemos desde o início uma indução, não vamos conseguir o intuito. Por isso, o PSDB sai na frente dando uma lição”, completou o tucano.

* Com informações do Governo do Pará.

X
28/03/2017