PSDB completa 31 anos e segue com a missão de lutar por justiça social

Notícias - 25/06/2019

O PSDB comemora nesta terça-feira (25) seus 31 anos. Criado em 1988, ano da promulgação da Constituição, o partido se tornou uma das maiores forças políticas ajudando a escrever a história do Brasil.

“O PSDB reafirma os seus compromissos e valores com os quais construiu nossa história de importantes conquistas para o povo brasileiro. Iniciamos um novo momento com os desafios e expectativas que a sociedade exige dos seu líderes”, assegurou o presidente nacional do PSDB, Bruno Araújo.

Graças ao trabalho e esforço do presidente de honra do PSDB, ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso, em 1994, o Brasil conquistou a estabilidade econômica com o Plano Real. A herança bendita deixada pelos oito anos de governo FHC vai muito além do lançamento de uma moeda forte, da interrupção de anos de hiperinflação e da aprovação da Lei de Responsabilidade Fiscal, pois viabilizou o lançamento de uma série de projetos sociais como o Bolsa Escola, o Vale Gás e o Cadastro Único, que juntos viraram o Bolsa Família.

Com os olhos voltados para o interesse do país, o PSDB de hoje mais uma vez está trabalhando para garantir a recuperação da economia brasileira e também a superação da crise de credibilidade que atinge hoje a política. Sua luta por justiça social segue firme, bem como seu compromisso com reformas estruturais que possam promover o desenvolvimento do país.

“Atualmente, o PSDB precisa, como todos os outros que têm uma certa noção de responsabilidade, separar o interesse do Brasil do interesse eleitoral. Às vezes você diz ‘vou votar contra a reforma da previdência porque vai beneficiar este governo’. Não. Eu acho que tem que apoiar o que for correto. Minha posição sempre foi muito clara nessa matéria. O que é correto tem que ser apoiado”, defende Fernando Henrique Cardoso.

O FUTURO

O secretário-geral da Executiva Nacional do PSDB, Beto Pereira (MS), afirmou que a grande marca do partido é “a serenidade, a responsabilidade e a gestão que sempre empreendeu em suas administrações”. Para ele, o PSDB já deixou um grande legado ao país, mas é hora de fazer mais.

“É um momento de reflexão para analisarmos o presente e planejarmos o futuro. Precisamos entender o que a população espera do PSDB, um novo partido, sintonizado com as ruas. Somos um partido responsável, mediador”, disse Beto Pereira.

O deputado federal Eduardo Barbosa (MG) destacou que o partido tem a oportunidade de se reinventar e se reafirmar como alternativa de poder.

“Este talvez seja um dos momentos mais ricos que o partido vai viver, se reinventando, percebendo com clareza as diferenças internas e, com acúmulo de experiências que tem e amadurecimento, se reafirmar como alternativa de poder”, salientou.

O líder do PSDB no Senado, Roberto Rocha, destacou a luta do PSDB pela democracia.

“A luta pela democracia sempre esteve enraizada no PSDB. Nesses 31 anos completados hoje, o partido tem conquistas que fazem parte da vida de cada brasileiro”.

Para o senador José Serra (SP), o partido deve continuar sua luta em defesa da democracia.

“O futuro do partido depende do seu presente de lutas, isto é, do que estamos fazendo hoje para fortalecer nossa democracia interna, para impedir retrocessos na democratização e no desenvolvimento do país, e oferecer soluções para os impasses nacionais. Em cada encontro, em cada reunião partidária, devemos fazer esse balanço e, em função dele, decidirmos o que fazer e partir para a ação”, afirmou Serra.

O senador Rodrigo Cunha (AL) afirma que é hora do PSDB se alinhar cada dia mais à renovação política.

“Neste aniversário de 31 anos do PSDB estou confiante de que o partido caminhe de mãos dadas com os desejos da sociedade brasileira por mais emprego e melhoria da economia. E que esteja cada vez mais alinhado com a busca de renovação da política”, defendeu o senador tucano.

Ao longo desses 31 anos, o partido ajudou na consolidação de reformas promovidas no país, principalmente durante a gestão tucana no Palácio do Planalto. O coordenador executivo do ITV, Betinho Gomes (PE), destacou a sua firmeza ao continuar defendendo medidas que buscam o avanço da economia.

“O PSDB foi o partido que mudou o país com reformas econômicas importantes. Agora o PSDB tem que ser o partido do futuro, da estabilidade política e da construção de um centro democrático que faça o país avançar”, afirmou Betinho Gomes.

A deputada federal Mariana Carvalho (RO) ressaltou que nessa data “podemos olhar para trás e reconhecer as grandes conquistas que o Brasil alcançou por meio da atuação do PSDB: a responsabilidade fiscal, a estabilidade econômica, o Plano Real, os programas sociais e tantas outras iniciativas que orgulham a cada um de nós. Conhecendo essas grandes transformações, escolhi, ainda aos 16 anos me filiar ao partido e participar ativamente de suas decisões.”

De acordo com Mariana Carvalho, é necessário olhar para frente: “Reconhecendo os acertos e erros e nos colocando como um ponto de equilíbrio e sensatez para continuar promovendo no país os avanços necessários. Temos a experiência comprovada e a força de vontade para unir novamente o Brasil e garantir seu crescimento e desenvolvimento.”

Para a deputada federal Mara Rocha (AC), é um orgulho integrar os quadros do PSDB.

“Ser PSDB é ter compromisso com os brasileiros. É ser parte do partido que, no governo, acabou com a inflação e retomou o crescimento e que acredita nos sonhos e na força da mulher na política”, afirmou Mara Rocha.

Atualmente, o PSDB tem mais de 1,4 milhão de filiados, 9 senadores, 30 deputados federais, 72 estaduais, 803 prefeitos e 5.346 vereadores. Além de três governadores.

Clique aqui para viajar no tempo e conhecer a história do PSDB.

Temas relacionados:


X
25/06/2019
Charges