PSDB disputará vagas majoritárias no Distrito Federal e mais 25 estados

Notícias - 01/08/2018
Foto: EBC

O PSDB terá nestas eleições candidatos a cargos majoritários em 25 estados e no Distrito Federal. Desse total, pelo menos 18 candidatos a senador e 14 a governador devem ser oficializados até domingo (5), data limite para realização de convenções partidárias e definições dos representantes que disputarão os cargos eletivos em 2018. No Acre e no Amazonas, tucanos disputarão na vaga de vice-governador.

Os candidatos a cargos majoritários contarão com R$ 43 milhões para suas campanhas, além de outras fontes de arrecadação como doações de pessoas físicas e recursos do fundo partidário. Segundo o tesoureiro do PSDB, deputado federal Silvio Torres (SP), novos aportes de doação serão avaliados de acordo com o desempenho dos candidatos ao logo dos 45 dias de campanha.

A meta do partido é eleger ao menos 60 deputados federais e, no mínimo, dez governadores. Nas últimas eleições, em 2014, o PSDB elegeu 54 deputados federais e cinco governadores. Pedro Taques, governador do Mato Grosso, se filiou ao PSDB no ano seguinte, em 2015.

O partido tem atualmente 49 deputados federais, 12 senadores e quatro governadores em exercício do mandato. Presidente nacional da legenda, Geraldo Alckmin renunciou ao cargo de governador de São Paulo para se pré-candidatar a presidência da República. Já o vice-presidente tucano e ex-governador de Goiás, Marconi Perillo, e o ex-governador do Paraná Beto Richa também saem candidatos ao Senado. A candidatura de Alckmin será oficializada em convenção nacional neste sábado (4), em Brasília.

Dos 12 senadores em exercício, oito estão em final de mandato. Destes, quatro – Ataídes Oliveira (TO), Cássio Cunha Lima (PB), Flexa Ribeiro (PA) e Ricardo Ferraço (ES) – disputarão a reeleição. Outros três – Antonio Anastasia (MG), Eduardo Amorim (SE) e Paulo Bauer (SC) – saem candidatos a governador. Dalirio Beber (SC) deverá concorrer a uma vaga na Assembleia Legislativa do estado, enquanto Aécio Neves (MG) ainda não se decidiu.

Os governadores Pedro Taques (MT), Reinaldo Azambuja (MS) e José Eliton (GO) disputarão a reeleição. Saem também como candidatos tucanos ao governo de estado o ex-prefeito João Doria (SP); Eduardo Leite (RS); além do General Guilherme Theophilo (CE), Roberto Rocha (MA), Luciano Nunes (PI), José Anchieta Jr. (RR) e Kelmann Vieira (AL).

A oficialização das candidaturas do partido está sujeita a alterações diante de acordos e alianças firmadas até as últimas convenções estaduais, que ocorrem em 5 de agosto.


X
01/08/2018
Charges