PSDB vai propor redução do Congresso e corte de gastos na máquina pública

Notícias - 15/06/2018

Em sua edição desta quinta-feira (14), o jornal “O Estado de S.Paulo”  destaca as propostas que o PSDB vai apresentar para reduzir gastos nos três Poderes: Legislativo, Executivo e Judiciário. Nesta semana, o líder do partido na Câmara, Nilson Leitão (MT), buscou apoios de parlamentares de outros partidos em Plenário e nas comissões. Além disso,  defendeu a tese da necessidade de redução de despesas com manutenção da máquina pública em discurso na comissão especial que analisa a reforma tributária

Como ressalta o jornal, uma das propostas de emenda à Constituição estabelece a diminuição do número de parlamentares. No Senado, passaria dos atuais três por estado para dois, totalizando 54 integrantes. Na Câmara, o número mínimo de representantes por estado passaria de 8 para 4, enquanto o máximo cairia de 70 para 65. Desta forma, seriam 395 deputados em vez dos atuais 513. “Uma economia de R$ 1,3 bilhão em 4 anos”, ressalta o “Estadão”. Além disso, haveria redução do número de deputados estaduais, com redução de 1.059 para 804.

O jornal também destaca outra proposta: a apresentação de emenda à LDO de 2019 para a queda de 20% no custeio do Executivo, Legislativo, Judiciário e MP. “Não é pra reduzir a gasolina da ambulância, mas tirar do carro oficial do Ministro”, disse o líder do PSDB ao jornal paulista.

CORTANDO NA PRÓPRIA CARNE

Em suas redes sociais, o 1º vice-líder da bancada tucana, Betinho Gomes (PE), explica que o PSDB passa pela etapa de colher as assinaturas necessárias dos deputados para que a PEC da redução do número de parlamentares seja protocolada. “Já conseguimos 120, mas precisamos chegar ao número mínimo de 171 assinaturas. Eu já assinei. Agora, vamos cobrar daqueles que ainda não fizeram para que também deem sua contribuição ao Brasil. Para começar a dar o exemplo, o caminho é esse, cortar na própria carne”, ressaltou.

Por sua vez, o deputado Bruno Araújo (PE) postou em sua página no Facebook ao também defender a redução do número de parlamentares e dos gastos de custeio: “O povo paga muito caro para sustentar os governos que não entregam o mínimo que a população precisa, e pior, pagando altos impostos. Não dá mais! É por isso que nós, do PSDB, queremos que isso mude de uma vez por todas. Vamos cortar na própria carne.”

Nilson Leitão e outros integrantes da bancada vêm defendendo nas últimas semanas a tese de necessidade de cortes nos gastos de manutenção da máquina pública em discursos e entrevistas.

*Do PSDB na Câmara


X
15/06/2018
Charges