Quem quer ser um deputado?, por Ademar Traiano

Artigos - 08/10/2017

Muita gente têm uma ideia definida sobre o que faria se estivesse na pele dos deputados estaduais, federais ou senadores. Outros gostariam de viver essa experiência e descobrir o que fariam de diferente caso pudessem ocupar o lugar dos seus representantes no Parlamento. Para a absoluta maioria da população essa perspectiva é um sonho muito distante.

Na Assembleia Legislativa do Paraná, desde o ano passado, descobrir o que é ser um deputado e viver o seu dia a dia, se tornou algo mais viável. Foi quando criamos o Parlamento Universitário, um projeto em que são escolhidos, entre estudantes de curso superior, 54 ‘deputados’ e outros tantos suplentes para viver a experiência de ser um deputado estadual por um período de 10 dias.

Trata-se de uma imersão completa. Entre 30 de outubro e 10 de novembro, os deputados universitários vão ocupar o Plenário, sentar nas cadeiras dos deputados, disputar cargos na Mesa Diretora, integrar comissões, apresentar projetos, ocupar as tribunas de situação e oposição, fazer discursos, travar debates, defender suas proposições, discutir a legalidade dos projetos, compor bancadas partidárias e fazer articulações políticas. Vão vivenciar toda a realidade de uma Assembleia.

O sucesso dessa iniciativa é inquestionável. E a medida desse sucesso é o grande número de interessados em participar. No último dia 3, cerca de 1300 estudantes lotaram o Plenário, as galerias e as tribunas de honra da Assembleia Legislativa para se candidatar a uma vaga no Parlamento Universitário.

Nossa expectativa com esse projeto é atrair novas lideranças para a política. Alguns desses estudantes podem descobrir tem vocação para a atividade política. Outros podem atuar em áreas do Direito que tem relação com a política. Todos terão uma ideia mais clara de como funciona uma Assembleia, como agem os deputados, quais são suas atividades, seus poderes e suas limitações.

Este ano reservamos vagas para estudantes de jornalismo que poderão observar, por dentro, como funciona uma Assembleia, o que facilitará, em muito a atividade daqueles que vão se dedicar a cobertura política. Terão familiaridade com o dia a dia de uma Assembleia, a tramitação de um projeto, as comissões temáticas, as articulações.

Nosso objetivo é aproximar o Legislativo da sociedade, principalmente dos jovens, que terão a oportunidade de vivenciar práticas legislativas e democráticas. O número de inscritos, que no ano passado foi de 95, subiu para 1.300. Nossa intenção é tornar o Parlamento Universitário um programa permanente, voltado a possibilitar aos estudantes o conhecimento e a vivência real das atividades políticas. Queremos também estabelecer mais um canal direto entre a Assembleia e a sociedade.

Na sua primeira edição, no ano passado, o Parlamento Universitário contou com a participação de alunos de Direito da Universidade Federal do Paraná. Com o sucesso e o grande interesse pelo projeto, decidimos abri-lo a participação de outras universidades. Este ano, além da UFPR, temos estudantes da Pontifícia Universidade Católica (PUC/PR), da Unibrasil, da Unicuritiba, da Uninter, da FAE, da Opet e da Universidade Positivo.

Estimular a formação de novas lideranças e aproximar a população, em especial os jovens, da política e da função pública, é uma preocupação permanente, que só aumenta nesses momentos de crise e desencanto. Na Assembleia Legislativa do Paraná transformamos essa questão em prioridade absoluta.

 Ademar Traiano é deputado estadual, presidente da Assembleia Legislativa do Paraná e do PSDB do Paraná

X
08/10/2017
Charges