Silvio Torres economizou R$ 716 mil em recursos públicos só em 2017

Notícias - 18/06/2018

A redução de gastos é uma das principais bandeiras do deputado Silvio Torres (SP) desde o início desta legislatura, em 2015.  Diante da crise que o país vive, sentida por toda a população, o parlamentar adotou medidas para economizar. Precursor dessa discussão promovida agora na bancada tucana da Câmara que visa reduzir os gastos com a máquina pública, entre 2015 e 2016, Silvio Torres devolveu mais de 30% da verba de gabinete e da cota para o exercício de atividade parlamentar, usada para despesas como passagens aéreas, gastos com escritório, carros e comunicação, além de 40% da verba destinada ao pagamento de pessoal.

Depois de por em prática e cortar na própria carne, o deputado levou uma proposta para a Mesa da Câmara dos Deputados, recebida pelo presidente Rodrigo Maia (DEM/ RJ), em maio de 2017, que sugeria a redução do corte de gastos e cargos comissionados em 20% para o Exercício da Atividade Parlamentar, diminuindo de R$ 241,1 milhões para R$ 192,8 mi anualmente. E mais 20% de redução da verba para contratação de Secretários Parlamentares e 300 cargos de natureza especial.

“Eu entendo que os políticos devem dar o exemplo antes de pedir sacrifícios à população. Com essa atitude, poderíamos explicar melhor o sentido da importância das reformas e investir esse montante, que possibilitaria, por exemplo, construir milhares de casas populares ou destinar à saúde e educação. Se o Senado fizesse o mesmo, além das Assembleias Legislativas e Câmara Municipais, teríamos ainda mais recursos destinados às necessidades da população”, afirma o deputado.

Só em 2017, com a economia que propõe, Silvio Torres conseguiu economizar R$ 716 mil em recursos públicos. Como ressalta, se cada parlamentar economizasse cerca de 36% de sua cota, como ele fez, haveria uma economia anual de R$ 367 milhões. Em quatro anos, seriam mais de R$ 1,4 bilhão.

PROPOSTAS DO PSDB

Nesta semana, sob a articulação do líder, Nilson Leitão (MT), a bancada do PSDB na Câmara vem coletando assinaturas para uma Proposta de Emenda à Constituição para diminuir o número de deputados federais e senadores. Silvio Torres já manifestou seu apoio.  Para que a matéria comece a tramitar, precisa ter o apoio de pelo menos 171 deputados.

A PEC tucana sugere a redução do número de senadores de três para dois por estado. Dessa forma, o Senado seria composto por 54 senadores, e não mais por 81. Já na Câmara, o número de deputados cairia de 513 para 395. Ou seja, menos 118 cadeiras e uma grande economia.

A outra proposta tucana é uma emenda à LDO de 2019 estabelecendo corte de 20% nos gastos de custeio do Executivo, Legislativo, Judiciário e MP.

*Da assessoria do deputado – Foto: Alexsandro Loyola

Temas relacionados:

X
18/06/2018
Charges