Solange Jurema conquista Diploma Mulher Cidadã por atuação em defesa das causas femininas

Notícias - 12/09/2019

A presidente de honra do PSDB-Mulher, Solange Jurema, receberá, no dia 17 de outubro, o Diploma Mulher-Cidadã Carlota Pereira de Queirós. A tucana foi a mais votada entre as indicadas para a condecoração. Ela obteve 11 dos 19 votos na Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara.

A indicação foi feita pela deputada Tereza Nelma (AL). A premiação é uma homenagem às mulheres cujos trabalhos ou ações tenham contribuído para o pleno exercício da cidadania, na defesa dos direitos da mulher e questões do gênero no Brasil.

Precursora
Solange Jurema foi a primeira ministra da Mulher do Brasil, nomeada em 2002 pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso. Advogada, procuradora do estado de Alagoas aposentada, foi presidente da Associação Brasileira de Mulheres da Área Jurídica e presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Mulher.

Deputada Tereza Nelma

No ano passado, integrou uma frente suprapartidária de mulheres que garantiu a destinação dos 30% dos recursos do Fundo Eleitoral para as candidaturas femininas. Pleito acatado não só pelo Tribunal Superior Eleitoral, como também pelo Supremo Tribunal Federal. Uma conquista que garantiu a eleição no ano passado da maior bancada feminina da história da Câmara, com 77 deputadas federais. Vale dizer que a bancada feminina do PSDB é a maior entre todos os partidos da Casa, com oito parlamentares.

Destaque
A deputada Tereza Nelma destacou a importância do trabalho desenvolvido por Solange Jurema. “Como presidente do PSDB-Mulher, garantiu a aplicação de 5% dos recursos do fundo partidário em programas de capacitação, incentivo e fomento destinado às candidaturas femininas dentro do PSDB”, disse.

(*) Do PSDB-Mulher


X
12/09/2019
Charges