SP relança Campanha do Desarmamento

Notícias - 15/02/2005

SÃO PAULO – A capital paulista foi escolhida para relançar a Campanha do Desarmamento nesta segunda-feira, na Praça da Sé, no centro. Motivo: só nos últimos sete meses, 55 mil armas foram arrecadadas na cidade. No evento estiveram presentes o prefeito José Serra e o ministro da Justiça, Márcio Thomaz Bastos.

O estado de São Paulo lidera a lista de recolhimentos com mais de 94 mil armas em 2004, segundo Denis Mizne, diretor executivo do Instituto Sou da Paz, parceiro do governo federal na campanha.

– Temos a expectativa de conseguir arrecadar em São Paulo, até 23 de junho de 2005, prazo final dessa etapa da campanha, 200 mil armas – disse Denis.

O Rio de Janeiro é o segundo estado com mais arrecadações, 29.579, seguido de Minas Gerais, com 22.300. O governo federal espera que 500 mil armas sejam entregues à polícia em todo o país até julho. Até agora, a campanha arrecadou 270 mil.

O orçamento da Campanha do Desarmamento em 2005 é de R$ 20 milhões. Para cada arma entregue nos postos autorizados, a pessoa recebe de R$ 100 a R$ 300, dependendo do tipo da arma. Na capital, as armas podem ser entregues em postos da Polícia Federal e da Guarda Civil Metropolitana.

Outros endereços podem ser informados pelo telefone (11) 3262-2237, que funciona 24 horas. Serra propôs, durante o evento, a criação de um comitê suprapartidário a favor da proibição da venda de armas de fogo no Brasil. A questão será debatida em outubro pelo governo federal.


X
15/02/2005
Charges