SUS incorpora medicamento para microcefalia

Nas redes sociais, a deputada Mara Gabrilli (PSDB-SP) destacou a iniciativa e elogiou a medida que vai melhorar a qualidade de vida das pessoas com microcefalia.

Saúde - 04/09/2017

As crianças, os jovens e os adultos que têm o diagnóstico de microcefalia receberam um alento do Ministério da Saúde. O Sistema Único de Saúde  (SUS) incorporou o medicamento levetiracetam para o tratamento de convulsões para que sofre de microcefalia.

A informação está no Diário Oficial da União desta segunda-feira (4). O prazo máximo para a incorporação do SUS é de 180 dias a partir da data de publicação da medida.

A deputada Mara Gabrilli (PSDB-SP) comemorou a decisão. Nas redes sociais, a tucana destacou a iniciativa e elogiou a medida que vai melhorar a qualidade de vida das pessoas com microcefalia.

O medicamento, também conhecido pelo nome comercial Keppra, é prescrito para conter convulsões em pacientes com anomalias decorrentes de infecção pelo vírus da zika.

O Keppra é um medicamento que tem de ser associado a outras terapias em pacientes com epilepsia mioclônica juvenil (EMJ), tipo de epilepsia crônica comum na adolescência.

Pela portaria de núnero 38, os interessados poderão procurar informações e o próprio medicamento no seguinte endereço eletrônico: http://conit e c . g o v. b r / .


X
04/09/2017
Charges