Tucano fala dos problemas que afetam a cadeia produtiva do leite

Notícias - 18/08/2017

Em audiência pública, nesta semana, a Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados debateu sobre as dificuldades enfrentadas na cadeia produtiva de leite no Brasil. A ação é fruto de um requerimento de autoria do deputado federal Domingos Sávio, do PSDB de Minas Gerais, a respeito das problemas dos fornecedores individuais e indústrias de laticínios brasileiras. O tucano indicou como esse setor se enfraqueceu com a crise e ressaltou a importância para a economia brasileira.

“Aqui vale dizer que, aquele que trabalha para produzir esse alimento tão importante que é o leite, no final do mês ao invés de ganhar dinheiro, está perdendo dinheiro e não consegue sequer manter a sua propriedade, a sua família, seus funcionários. Olha que eu estou falando de uma atividade que envolve quatro milhões de brasileiros. Nós somos um dos maiores produtores de leite do mundo”, afirmou o deputado.

Após audiência pública, os parlamentares que integram a Frente Parlamentar da Agropecuária estiveram com o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, com o objetivo de buscar soluções para os problemas enfrentados pelo área. Um dos principais itens debatidos foi a questão da qualidades dos leites importados pelo Brasil, principalmente oriundos do Uruguai. Para Domingos Sávio, é preciso ter critérios na avaliação do leite, além de garantir o trabalho dos produtores brasileiros.

“Exigimos uma atitude do governo brasileiro para não permitir essa importação predatória de leite em pó. É uma importação que não tem o menor sentido e que está destruindo a economia brasileira. O Brasil tem que ter sim o mercado aberto com os demais países, mas como todo país, o Brasil tem que proteger a sua economia. E é isso que nós vamos querer: critério, respeito aos produtores de leite do Brasil”, reiterou.

Além da Agricultura, a investigação do leite importado deve envolver os ministérios das Relações Exteriores e da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. No Brasil, a crise teve como consequência uma retração de 3,7% da produção formal de leite no ano de 2016 em relação a 2015, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No entanto, o Brasil ainda se mantém como um dos maiores produtores de leite do mundo.

X
18/08/2017
Charges