Tucanos atribuem vitória de Azambuja ao reconhecimento pela boa gestão

Notícias - 30/10/2018

A reeleição do governador de Mato Grosso do Sul (MS), Reinaldo Azambuja, foi celebrada por deputados federais do PSDB. Geraldo Resende, Rose Modesto e Beto Pereira participaram ativamente no segundo turno da campanha que reconduziu o tucano à Governadoria do estado, no Parque dos Poderes, em Campo Grande. Eles afirmam que a vitória se deve ao trabalho desenvolvido por Azambuja.

Na avaliação do deputado Geraldo Resende (MS), o povo reconheceu e votou no governo que está dando certo: parceiro de todos os municípios, que valoriza a saúde, segurança pública e está pronto para dar sequência a novos projetos. “Azambuja deu respostas positivas em todas as áreas”, afirmou.

O parlamentar reside em Dourados, a 229 quilômetros da capital, e disse que a campanha exitosa se deve à unidade da equipe, que trabalhou e desconstruiu o discurso do adversário. “Foi uma campanha muito dura, com disseminação de mentiras, táticas desrespeitosas, mas ao final a aprovação do governo venceu”.

Para a deputada eleita para a próxima legislatura e vice-governadora do estado, Rose Modesto, o resultado mostra a vitória do projeto de governo que em quatro anos teve como prioridade a população de MS. “Com as finanças organizadas, o novo governo trará dias ainda melhores – com mais saúde, educação, justiça social e qualidade de vida a todos em nosso Estado”, destacou.

Ao agradecer a confiança da população no governo do qual faz parte, Rose fez um breve relato de projetos sociais em funcionamento, a exemplo do vale renda (benefício concedida a famílias em situação de vulnerabilidade), que atende 40 mil famílias; o vale universidade (estudante paga 10% da mensalidade) destinado a 6 mil jovens, além da valorização do professor, que passará a receber 40 horas de trabalho prestado. “Temos ainda o rede solidária, que vai chegar ao interior do Estado”.

Já Beto Pereira, que assume a primeira legislatura em 2019 e foi líder do governo na Assembleia Legislativa, disse que a reeleição confirma que Mato Grosso do Sul escolheu o melhor projeto. “Vamos seguir em frente com coragem e responsabilidade”, celebrou.

Com 100% das urnas apuradas, Azambuja recebeu 677 mil votos, o que corresponde a 52,35% dos votos válidos, contra 47,65% do seu adversário, Juiz Odilon (PDT). Azambuja venceu em 56 municípios, dos 79 existentes. Em entrevista logo depois de confirmada a reeleição, o governador afirmou que a vitória aumenta a responsabilidade para os próximos quatro anos. E prometeu governar vigilante no equilíbrio fiscal, tendo como áreas prioritárias saúde, segurança pública, educação e criação de empregos. “São políticas públicas que precisam ser aprimoradas”, afirmou.

Nascido em Campo Grande (MS), o governador reeleito foi prefeito de Maracaju (MS) em 1996, reelegeu-se em 2000, e neste período atuou como presidente da Associação dos municípios do estado (Assomasul). Em 2006 elegeu-se deputado estadual e, em 2010, deputado federal. Em 2014, foi eleito governador de Mato Grosso do Sul.

*Do portal do PSDB na Câmara

X
30/10/2018
Charges