O Brasil no mau caminho

Balanço dos seis meses de governo
Dilma Rousseff

Acompanhe - 13/07/2011

Balanço dos seis meses de governo Dilma Rousseff

Dos R$ 40,2 bilhões reservados ao PAC no Orçamento de 2011, apenas R$ 1,9 bilhão ou 3,91% foram pagos em seis meses. Por outro lado, no mesmo período foram quitados R$ 10,6 bilhões ou 32,2% dos restos a pagar do programa. Os dados fazem parte do balanço dos seis meses do governo Dilma Rousseff preparado pela Assessoria Técnica da Liderança do PSDB na Câmara.

O levantamento detalha a execução do PAC, principal ação de investimentos do governo. Neste primeiro semestre, das 24 unidades orçamentárias do PAC, a de maior índice de realização foi a Codevasf (Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco) com R$ 134,2 milhões em pagamentos dos R$ 487 milhões autorizados.

Já o de menor execução foi a Fundação Nacional de Saúde, com pagamentos de R$ 121 mil ou 0,01% dos R$ 863 milhões previstos. Os recursos da fundação são utilizados para investimentos em saneamento em escolas, qualidade da água, programas de prevenção e controle de doenças.

O Fundo Nacional de Saúde, com orçamento de R$ 742,9 milhões para a construção de unidades básicas de saúde e implantação das UPAs (Unidades de Pronto Atendimento), não teve pagamentos, apenas empenhos. Na campanha, Dilma prometeu construir 500 dessas unidades.

De acordo com o levantamento, dos R$ 136 bilhões autorizados nos Orçamentos desde a criação do PAC, em 2007, apenas R$ 68,1 bilhões ou 49,9% foram pagos.

Leia a íntegra da edição especial do Diário Tucano

Foto: Paula Sholl


X
13/07/2011
Charges