Anvisa deve tornar mais flexível rastreamento de remédios

O Sistema Nacional de Controle de Medicamentos – que dispõe sobre o rastreamento da produção e do consumo de remédios – não tem funcionado nos últimos anos. Após sucessivos atrasos na implementação por embates na Justiça e pressão da indústria, que alega ter gastos altos com esse modelo, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) vai apresentar uma proposta para que o sistema passe a ter foco apenas em medicamentos de alto custo ou que precisam de prescrição médica. Vacinas, radiofármacos, medicamentos vinculados a programas do SUS e isentos de receita, como alguns analgésicos, podem ser excluídos da rastreabilidade. A deputada federal Mariana Carvalho, do PSDB de Rondônia, aprova as mudanças e considera que elas poderão até agilizar o transporte de medicamentos fundamentais.

Notícias - 11/01/2017

X
11/01/2017
Charges