Brasileiros querem mais oportunidades para complementar renda, diz Marinho sobre subocupação

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) aponta um recuo no desemprego entre março e junho deste ano. A taxa caiu de 13,7% para 13% durante o trimestre, reduzindo em 690 mil o número de pessoas desocupadas. Essa queda, no entanto, não resultou da criação de vagas formais no mercado de trabalho, mas da expansão da informalidade: a quantidade de trabalhadores sem carteira assinada cresceu 4,3%. Além disso, o levantamento observou um forte crescimento dos sub-ocupados entre o primeiro e segundo trimestre do ano. Nesse intervalo, cresceu em 571 mil o número de pessoas que trabalham menos de 40 horas semanais, mas que gostariam de trabalhar mais.

Rádio PSDB - 18/08/2017
X
18/08/2017
Charges