Construção pesada de SP deve parar de cortar vagas

O setor de construção pesada, em São Paulo, deve parar de cortar funcionários, de acordo com o Sinicesp – sindicato paulista da indústria. Esse ramo, que perdeu 12,5% dos postos de trabalho ao longo do ano passado, se manteve praticamente estável desde o fim de 2016, com apenas uma leve retração no primeiro semestre deste ano e dois aumentos consecutivos entre maio e junho. O deputado estadual Ramalho da Construção, do PSDB de São Paulo, ressalta como o momento inspira retomada econômica.

Rádio PSDB - 20/07/2017

X
20/07/2017
Charges