Para tucanos, fim das coligações e cláusula de desempenho são mudanças viáveis para 2018

A reforma política proposta pelo PSDB por meio da PEC 282/16 pode ser a mais viável para entrar em vigor nas eleições de 2018. O texto-base da proposta, aprovado nesta terça-feira (6), estabelece, entre outros pontos, a criação de uma cláusula de desempenho e o fim das coligações partidárias. Na prática, partidos políticos precisarão obter um percentual mínimo de votos para ter acesso a recursos do fundo partidário e tempo de propaganda em rádio e televisão. Além disso, com o fim das coligações, os partidos que desejarem concorrer às eleições juntos podem fazê-lo por meio das federações partidárias, dispositivos pelos quais as legendas permanecerão atuando juntas durante toda a legislatura. Para o deputado federal Geraldo Resende, do PSDB de Mato Grosso do Sul, a proposta obteve sucesso porque agregou a opinião de diferentes partidos dentro da Câmara. O tucano vê a matéria como a única possível para ser aplicada já nas próximas eleições.

Rádio PSDB - 06/09/2017
X
06/09/2017
Charges