Tucanos repudiam atos de violência e intolerância política

Acompanhe - 29/03/2018

Tucanos repudiaram todo ato de violência e intolerância política. Representantes do partido lamentaram o ataque sofrido nessa terça-feira (27) pela caravana do ex-presidente Lula no Paraná. Dois ônibus seguiam pela PR-473 em direção a Laranjeiras do Sul quando foram atingidos pelos disparos.

Para o presidente do PSDB, governador Geraldo Alckmin, toda forma de violência deve ser condenada. Ele avalia que é papel das autoridades apurar e punir os autores dos tiros contra a caravana. “E é papel de homens públicos pregar a paz e a união entre os brasileiros. O país está cansado de divisão e da convocação ao conflito”, afirmou.

O delegado da Polícia Civil Hélder Lauria disse que investiga o ataque como disparo de arma de fogo com dano provocado. Na avaliação do deputado Bruno Araújo (PE), não é possível aceitar qualquer tipo de violência. “O Brasil precisa de paz”, declarou.

O deputado Betinho Gomes (PE), 1º vice-líder do PSDB, lamentou que partidos e candidatos estejam se alimentando do ódio e deixando o debate político de lado. “O Brasil precisa de um líder conciliador e que construa pontes, alguém experiente para fazer o país crescer”, disse.

A Polícia Civil afirmou que foram pelo menos três disparos contra os veículos e que em um dos veículos há um tiro de cada lado. A Polícia Civil disse ainda que cogita a possibilidade de um quarto tiro no retrovisor de um dos veículos, mas disse que só a perícia poderá confirmar. A caravana de Lula pelo Sul tem enfrentado protestos: o palanque do petista chegou a ser alvo de ovos.

(Da redação/ Fotos: Alexssandro Loyola)

X
29/03/2018
Charges