Filie-se
PSDB – DF
PSDB – DF

Durante debate promovido pela Agência Abraço, Sandra Quezado destaca projetos de políticas públicas para as mulheres

28 de agosto de 2014
Email Share

DEBATEA candidata ao Senado, Sandra Quezado participou na tarde desta quarta-feira (28) do primeiro debate promovido pela  Agência Abraço de Cultura e Comunicação Comunitária, juntamente com a Abraço-DF/Entorno e as Rádios Comunitárias do Distrito Federal, na frequência 98.1 Mhz.

No primeiro bloco do debate, a tucana respondeu a pergunta feita pela rádio Líder Comunitária do Recanto das Emas, sobre a Corrupção na Política, e destacou que a lei da ficha limpa precisa ser aplicada em todo o Brasil. “Precisamos colocar em prática a lei da ficha limpa, nós do Senado temos o papel de legislar, fiscalizar, e o eleitor tem a opção de eleger candidatos ficha limpa”, alertou.

Ao ser questionada sobre a mobilidade urbana, Sandra salientou que apoiará o candidato ao governo, Luiz Pitiman na aprovação de projetos que melhorem o trânsito e o transporte público do DF “ É necessário que haja a criação de novos trechos do metrô ligando Samambaia ao Recanto das Emas, a expansão do VLT ( veículo leve sobre trilhos) e a ampliação das vias para facilitar a vida de quem passa horas no engarrafamento”, destacou.

O debate contou com a mediação do jornalista Beto Almeida e foi transmitido por trinta rádios comunitárias de todo o Distrito Federal, contou com cinco blocos em que houve a apresentação dos candidatos, perguntas sorteadas pelo mediador, perguntas dos radialistas comunitários do DF, perguntas de candidato para candidato e, por fim, as considerações finais para os eleitores.

Sandra fez questão de finalizar a sua participação no debate, informando que vai lutar no Senado para que tenha aprovação de projetos voltados para as mulheres, e destacou o principal deles “No Senado eu pretendo debater o tema e garantir a manutenção de creches comunitárias, assim como o Aécio, eu também defendo a criação de creche integral, estarei lá no Senado cobrando a criação de políticas voltadas para facilitar a vida das mulheres”, destacou.

Compartilhe!