Filie-se
PSDB – DF
PSDB – DF

Em reunião com ministro Sérgio Moro, Izalci leva a preocupação da população com chegada de líderes do PCC ao presídio de Brasília

30 de março de 2019
Email Share

A transferência de líderes do Primeiro Comando da Capital (PCC) para o Presídio Federal de Brasília e suas possíveis consequências para a segurança da cidade foram assuntos tratados pelo senador Izalci Lucas (PSDB/DF) em audiência com o ministro da Justiça, Sérgio Moro, nesta sexta-feira (29). Izalci levou a bancada federal de Brasília para falar com o ministro sobre a preocupação e a tensão gerada pela chegada de integrantes do PCC à capital federal.

Na última quarta-feira (27), durante audiência pública com a participação de Moro, realizada pela Comissão de Constituição e Justiça, o senador Izalci já tinha externado sua apreensão com a insegurança que poderia gerar a vinda dos detentos e pediu uma audiência para tratar do assunto com mais calma.

Ao relatar o temor da população pelo fato de que o presídio está muito próximo de áreas residenciais, o senador destacou que a preocupação maior não diz respeito à fuga de prisioneiros, mas aos efeitos colaterais dessa transferência.

“Nunca tivemos em Brasília nenhum indicio de organização criminosa. Esses prisioneiros costumam trazer para perto pessoas que fazem parte do seu ciclo de influência. Há indícios de que um grande número de pessoas ligadas ao PCC já está na capital. O fato pode aumentar os índices de criminalidade no Distrito Federal”, afirmou.

O ministro Sergio Moro informou que não há motivo para pânico, mas se for necessário, medidas de segurança – como o rodízio de detentos – serão acionadas. Moro também ressaltou que a penitenciária foi construída para acolher detentos de alta periculosidade e que os recém-transferidos serão mantidos em isolamento.

“O temor é abstrato. Só vai haver mudança se algo real acontecer. Não há motivo para pânico”, disse Sérgio Moro.

 

Assista ao vídeo do senador sobre o assunto:

 

 

 

Compartilhe!