Filie-se
PSDB – ES
PSDB – ES


PSDB vai destinar 30% do fundo eleitoral para campanha de mulheres

28 de junho de 2018
Email Share

O PSDB vai destinar 30% dos recursos do chamado fundo eleitoral para candidaturas femininas. Em resolução aprovada pela Executiva Nacional nesta terça-feira (26), por unanimidade, o PSDB faz história como o primeiro partido brasileiro a cumprir a determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O encontro reuniu lideranças nacionais e serviu também para comemorar os 30 anos do partido, completados em 25 de junho.

Sob aplausos, o presidente nacional do PSDB, Geraldo Alckmin, disse que, mais uma vez, a legenda se coloca na vanguarda da política brasileira ao fortalecer às candidaturas das tucanas. “A participação das mulheres eleva a política, fortalece a todos nós, fortalece a sociedade brasileira”, afirmou.

As mulheres representam 44% das filiados do PSDB. São 626 mil mulheres frente a um universo de 796 mil homens. Para o senador José Serra (SP), a resolução ainda não resolve os problemas das candidatas, mas avança nesse sentido. “É algo novo na política brasileira. As mulheres têm um papel essencial que não tem sido reconhecido no Brasil. É apenas uma contribuição a mais”, afirmou.

Em maio, o TSE decidiu que as campanhas eleitorais de mulheres no Brasil deverão receber pelo menos 30% dos recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha. O valor total do fundo é estimado em R$ 1,7 bilhão. Por unanimidade, a Corte decidiu também que a propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão deverá obedecer à proporção de candidatos homens e mulheres. Pelo menos 30% desse tempo deve ser reservado às candidaturas femininas. A decisão foi tomada com base em uma consulta recebida pelo tribunal formulada por um grupo de oito senadoras e seis deputadas federais.

Coordenador da pré-campanha de Alckmin à Presidência da República, o vice-presidente nacional do PSDB Marconi Perillo disse que, ao acatar a decisão do TSE, o PSDB dá um passo importante na ampliação do espaço feminino, quer nas assembleias e câmara legislativas, na Câmara dos Deputados, no Senado e nos governos estaduais. “Esse valor será muito importante para a gente dar uma guinada histórica no partido com o empoderamento das mulheres”, previu.

Compartilhe!

Assine nossa Newsletter