Notícias - 26/09/2018

A 11 dias das eleições, Comissão Eleitoral do PSDB-Mulher identifica mais de 50 candidatas com chance de vitória

A Comissão Eleitoral do PSDB-Mulher reuniu-se nesta terça-feira (25) para avaliar como os recursos do Fundo Eleitoral destinado às candidaturas femininas estão sendo utilizados, além de conferir  a auditoria contábil de cada candidata beneficiada. O secretariado se preocupou desde o início do período eleitoral em orientar e dar condições para a correta prestação de contas de cada candidata, prezando pela transparência e o uso correto dos recursos públicos.

A presidente de honra do PSDB-Mulher, Solange Jurema (AL), está otimista em relação as candidatas que aparecem bem colocadas nas pesquisas. “Estamos com esperança de eleger muitas mulheres e de bater a meta”, disse.

Segundo Solange Jurema, também houve um remanejamento das verbas do Fundo Eleitoral para candidatas que estavam precisando de mais recursos. “O trabalho de gestão feito pela comissão foi muito importante para que todas fossem beneficiadas. Temos que manter este formato nas próximas eleições”, observou.

A coordenadora de formação e cidadania do PSDB-Mulher, Izabel Lorenzetti (SP) também demonstrou seu otimismo em relação às candidaturas femininas nas eleições de outubro. “O encontro foi especial com a presença de todas as participantes da comissão eleitoral. A análise feita sobre o desempenho das nossas candidatas em todo o Brasil criou uma expectativa positiva com relação ao aumento de mulheres eleitas no próximo dia 07 de outubro”, afirmou.

Já a presidente do PSDB-Mulher de Alagoas e coordenadora do segmento na Região Nordeste, Adriana Toledo (AL) avaliou a reunião como positiva e ressaltou a boa situação eleitoral das candidatas do PSDB. “Nós fizemos uma avaliação sobre o desempenho delas na campanha e tivemos uma grata surpresa. Estamos com mais de 50 candidatas aparecendo nas pesquisas com possibilidade de vitória. A expectativa é muito boa”, acrescentou.

Adriana destacou que o momento é de intensificação da campanha e de correr atrás de votos. “Muitos eleitores decidem seus votos na última semana. É hora de pique total”, concluiu.

A assessora jurídica do segmento, Luciana Loureiro (DF),  enfatizou o esforço do PSDB-Mulher em monitorar e orientar as candidatas para a adequada prestação de contas. “Todas as nossas candidatas apresentaram a prestação de contas parcial. A não apresentação seria uma falha grave na campanha. Temos a satisfação de dizer que todas estão em dia com a legislação eleitoral”, disse.

A presidente do PSDB-Mulher, deputada Yeda Crusius (RS), a prefeita de Chapada dos Guimarães, Thelma de Oliveira (MT), a 3ª Vice-presidente do PSDB-Mulher Lêda Tâmega (DF)  também participaram da reunião.

X
07/12/2018