Notícias - 21/08/2018

Eleições 2018: Yeda Crusius pretende defender mudanças necessárias para melhorar a sociedade

Candidata à reeleição como deputada federal pelo Rio Grande do Sul, a presidente do PSDB-Mulher, Yeda Crusius, pretende trabalhar sua campanha em torno de seis áreas prioritárias: equilíbrio das finanças públicas, políticas para a igualdade, Segurança Pública, reformas estruturantes, apoio aos municípios e combate à corrupção.

Economista, professora universitária, política e comunicadora, a tucana tem uma longa e vitoriosa trajetória na vida pública. Filiada ao PSDB, foi ministra do Planejamento no governo Itamar Franco (1993), eleita deputada federal pelo Rio Grande do Sul (1994), atualmente está no quarto mandato. Foi eleita Governadora do Estado do Rio Grande do Sul no período de 2007 a 2010.

Yeda também fundou e presidiu o Secretariado Nacional da Mulher – PSDB Mulher (1999), da qual é presidente eleita. Ela também foi presidente da Fundação Instituto Teotônio Vilela nacional, responsável pela formação política e formulação programática do PSDB (2001/2003). Presidente do PSDB/RS (2005/2006). Membro da Executiva Nacional do PSDB desde 1995.

A deputada quer continuar o trabalho já iniciado no Congresso Nacional e pretende defender não só os interesses do povo gaúcho, mas contribuir também para uma sociedade mais igualitária e justa.

“Coloco-me à disposição para ser uma pessoa no Congresso que se guia na política por valores, e que me comprometo a defender as mudanças necessárias para melhorar a sociedade e a qualidade de vida através das leis que valham para todos, como a minha história pessoal o registra”, completou.

Entre as principais bandeiras e valores defendidos por Yeda Crusius estão a Social Democracia, a Cultura da Paz e a defesa dos municípios. Representando o Rio Grande do Sul, ela quer ajudar o estado sair da crise na qual mergulhou depois que deixou a administração estadual.

“Consegui, após 40 anos, o equilíbrio das finanças públicas com crescimento e melhorias sociais no meu estado. Equilíbrio destruído pelo governo sucessor do PT”, acrescentou.

Atuação Parlamentar

Destaque: uma das “100 cabeças” do Congresso Nacional – parlamentares mais influentes, avaliações de órgãos como o Diap e a Arko Advice.

Membro da Comissão de Tributação e Finanças, da Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços. Integrante de comissões permanentes na área de Tributação, do Orçamento e de Economia, Relações Exteriores, Direitos da Mulher.

Yeda também participou de diversas comissões ligadas a temas como os das Comissões de Economia, Especial de Reforma Previdenciária, Especial de Reforma Tributária e a Comissão Parlamentar Conjunta do Mercosul. Membro de diversas CPIs – Comissões Parlamentares de Inquérito, e de diversas Frentes Parlamentares. Fundou e preside atualmente a Frente Parlamentar Mista de Prevenção da Violência.

A deputada liderou a Comissão Mista (Câmara-Senado) que tratou do saneamento dos Bancos Oficiais Federais, responsável pela renegociação global da dívida agrícola aprovada no ano de 2002.

Governadora

Primeira mulher eleita governadora do Estado do Rio Grande do Sul, (2007-2010), liderou o projeto de desenvolvimento que conquistou o Déficit Zero (2008) com melhoria em todos os indicadores sociais, e condutora de projetos de investimentos inovadores como a Revitalização do Cais Mauá e do Plástico Verde.

Durante sua gestão o Estado realizou uma operação modelo com o Banco Mundial, o primeiro contrato do BIRD com um estado subnacional, ao reestruturar a dívida no valor de US$ 1 bilhão; e teve o maior resultado bancário pela operação do IPO – Lançamento Primário de Ações do Banrisul, no valor de US$ 1,2 bilhão.

Filhos

Yeda Crusius tem dois filhos: César Augusto Rorato Crusius, Tarsila Rorato Crusius e quatro netos: João Guilherme, Vinícius, Helena e Victória. A tucana é radicada em Porto Alegre desde 1970.

X
18/09/2018