Notícias - 15/05/2019

Mara Rocha defende que Coaf permaneça no Ministério da Justiça

A deputada federal Mara Rocha (AC) defendeu, durante reunião da bancada do PSDB na Câmara, a manutenção do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) no Ministério da Justiça. A transferência do órgão para o Ministério da Educação foi definida após votação dos parlamentares em uma comissão.

“O Coaf é uma unidade de inteligência financeira do governo federal que atua principalmente na prevenção e no combate à lavagem de dinheiro – crime que consiste na prática de disfarçar dinheiro de origem ilícita e deve, portanto, permanecer no Ministério da Justiça”, ressaltou a parlamentar.

Antes, sob comando do Ministério da Fazenda, o órgão foi transferido para a alçada do Ministério da Justiça com a edição, pelo presidente Jair Bolsonaro, da medida provisória 870/2019, que reestruturou o governo.

Para a deputada federal, a transferência para o Ministério da Economia foi um equívoco. “Essa decisão foi equivocada e precisa ser corrigida em plenário, pois compreendo que só conseguiremos enfrentar a corrupção se contarmos com inteligência financeira. Se queremos encontrar, rapidamente, indícios de corrupção, a solução é deixar o Coaf sob a alçada do Ministro Moro. Defenderei e votarei para que o órgão permaneça com o Ministério da Justiça”, disse.

A Medida Provisória nº 870, de 2019, deve entrar em votação, no Plenário da Câmara dos Deputados, nos próximos dias.

*Com informações das redes sociais da deputada federal Mara Rocha (AC).

X
13/06/2019