Notícias - 11/09/2019

Rose Modesto: É necessário agir logo contra a violência que atinge mulheres

A deputada federal Rose Modesto (MS) alertou sobre os dados revelados pelo Anuário Brasileiro da Violência, indicando o elevado número de casos de agressões e estupros contra mulheres e crianças. Ela ressaltou que há uma série de projetos em discussão no Congresso Nacional relacionados ao tema e que precisam ser votados.

“O Brasil atingiu o recorde de registros de estupros. Foi um estupro a cada 8 minutos no ano passado, 180 por dia, 66.041 por ano. De 2011 até 2018 o aumento foi de 50,5%. O mais grave é que 75,9% foram praticados por alguém que conhecia vítima.”

Ação

Para a parlamentar, é necessário agir logo. “A mulher merece respeito, nossas meninas precisam ter a infância respeitada. Só com as vítimas conhecendo seus direitos e sentirem que estarão seguras vai haver redução de casos.”

De acordo com a tucana, é preciso aumentar o rigor contra os agressores no esforço de impedir a violência e conter os casos. “Temos de aumentar a penas para os crimes de violência contra as mulheres. Esse é o caminho dos meus projetos 1568/19 e 2939/19 que aumentam a pena para quem cometer este crime.”

Projetos

Rose Modesto enumerou  que há uma projetos defendidos pela bancada feminina, como o texto que determina que os médicos coloquem no prontuário da paciente que existe indícios de violência contra esta mulher.

Também citou a proposta que garante vaga para filho em escola próxima da casa da mulher vítima de violência doméstica e familiar e o projeto de lei 3688/00 que determina que as escolas públicas ofereçam serviços de psicologia e de assistência social.

Há, ainda, o projeto de lei 3820/19 que estabelece o apoio às atividades das marisqueiras.

*Com informações das redes sociais da deputada federal Rose Modesto (MS).

X
16/09/2019