Filie-se
PSDB – PE
PSDB – PE

Joaquim Francisco elege reforma da previdência para abrir debate no ITV-PE em 2019

7 de março de 2019
Email Share

Passado o carnaval, as atenções se voltam agora para o grande debate em torno da reforma da previdência entregue pelo governo Jair Bolsonaro ao Congresso Nacional em 20 de fevereiro. Para o presidente do Instituto Teotonio Vilela de Pernambuco, o ex-governador Joaquim Francisco, essa é uma “reforma necessária e absolutamente essencial”.

“Quantos países hoje, países democráticos, fizeram a reforma da previdência? Todos, e fizeram há 10, 15 anos. O último foi a Grécia. Países ricos, estáveis, que precisaram e fizeram a reforma da previdência. Não é uma jabuticaba brasileira. Houve esperneio, discussão, mas todos fizeram”, lembrou o tucano em entrevista a rádio Folha de Pernambuco nesta quinta-feira (8/3).

O presidente do ITV-PE chamou a atenção para o baixíssimo percentual que o governo federal dispõe atualmente para investimentos, o que torna mais urgente a aprovação da reforma. “Hoje, 2019, sabe qual é a margem que a União tem para investimentos? 2%, e estou sendo otimista. De tudo que se arrecada sobram 2%. Então a reforma da previdência, que mexe com todo mundo e portanto deve ser debatida exaustivamente, precisa ser aprovada”.

Diante da importância do tema, Joaquim Francisco pretende retomar os debates que realizou à frente do ITV-PE, ao longo de 2018, pela reforma da previdência. Foram mais de 50 encontros realizados no ano passado que serão reiniciados a partir de abril.

“Já pretendo fazer os primeiros encontros no próximo mês e um dos debates essenciais é o da reforma da previdência. Outro muito importante é o da mobilidade urbana, um tema sempre essencial. E pretendo levar ao ITV um debate sobre planejamento familiar. Um relatório da ONU sobre população, do ano passado, mostrou que estamos com 7,6 bilhões de habitantes e vamos para 10 bilhões em 2090. Então, essa questão não está resolvida”. 

Renovação partidária –

Durante a entrevista, o ex-governador informou que existe hoje um sentimento predominante no PSDB de que o partido se “renove”. “Sem demérito algum à atuação de Geraldo Alckmin (atual presidente nacional da sigla), a quem apoiei no primeiro turno da eleição, é um excelente quadro político, o momento é de Bruno Araújo (presidente do PSDB de Pernambuco). Acho que vai se encaminhar para isso: Bruno deve ser eleito em maio presidente nacional do partido. Acredito que será consensual”.

*Foto: Mauro Filho/Arquivo PSDB-PE

Compartilhe!