Filie-se
PSDB – Partido da Social Democracia Brasileira
PSDB – Partido da Social Democracia Brasileira

PSDB quer apuração de patrocínio público a blogs políticos

23 de julho de 2012
Email Share

A avaliação é que sites e blogs elencados no documento tornaram-se “centrais de coação e difamação das instituições democráticas”

Brasília – O PSDB apresenta, nesta segunda-feira (23), representação junto à Procuradoria Geral Eleitoral (PGE) solicitando investigações sobre o patrocínio de empresas públicas a sites e blogs caracterizados por elogios excessivos ao PT e ao governo federal e por ataques à oposição. Caixa Econômica Federal, Petrobras, Ministério da Saúde e outros órgãos estão entre os patrocinadores apontados pela representação produzida pelo departamento jurídico do partido. O presidente da legenda, deputado federal Sérgio Guerra (PE), afirma que a “parceria” entre estatais e blogs destinados a promover o governo e atacar a oposição é um atentado à democracia brasileira. “Esses blogs financiados com dinheiro público tornaram-se meras extensões do governo e de suas campanhas”, diz. “De certo modo, isso é coerente com o que tem sido feito no Brasil – a mistura entre o estatal e o partidário.”

A avaliação é que sites e blogs elencados no documento tornaram-se “centrais de coação e difamação das instituições democráticas” e instrumentos ilegais para propaganda eleitoral. A representação destaca que conteúdos veiculados nos sites contestam a legitimidade do Supremo Tribunal Federal (STF) para julgar os acusados pelo Mensalão. Outro ponto ressaltado é a articulação de blogueiros para apoio a candidaturas do PT antes do início do prazo legal para as campanhas eleitorais. “O financiamento público de organizações, blogs e sites cuja especialidade tem se mostrado na coação e difamação de instituições democráticas configura ato de improbidade administrativa contra os princípios da administração pública da honestidade, imparcialidade, legalidade e lealdade às instituições”, aponta.

Para o secretário-geral do PSDB, deputado federal Rodrigo de Castro (MG), a contestação à ação dos sites e blogs abastecidos com dinheiro público não pode ser confundida com um ataque à liberdade de expressão. “Cada um é livre para fazer um blog e expressar suas opiniões. O que não é aceitável é a criação de sites financiados com dinheiro público e direcionados para falar bem ou mal de determinadas pessoas. Não concordamos com verba pública sendo destinada a abastecer instrumentos de política partidária”, criticou.

Leia a representação apresentada pelo PSDB.

Compartilhe!

Assine nossa Newsletter

Por que Dilma tem medo da CPI da Petrobras?

Ver resultados

Loading ... Loading ...