O caminho é pelo centro: o exemplo do Chile

Artigos - 19/12/2023

Desde 2019, o nosso vizinho Chile vive uma crise política intensa. Centenas de milhares de chilenos foram às ruas exigir reformas em 2019 e o país elegeu, em 2021, o esquerdista Gabriel Boric para presidente. Então a esquerda escreveu uma nova Constituição que acabou rejeitada em plebiscito em 2022.
Aí foi a vez da extrema direita escrever uma Constituição ao seu gosto. Que um novo plebiscito também rejeitou, agora no final de 2023.
O exemplo do Chile mostra que a população —e isso vale para qualquer povo, em qualquer país— quer comida na mesa, emprego, educação, saúde e qualidade de vida. O povo nunca quer saber de extremos. A atual Constituição chilena foi promulgada durante a ditadura de Pinochet. Não se trata, portanto, apenas de apagar o passado lamentável de um regime que torturava e matava, onde não havia liberdade para as pessoas. Trata-se, também, de encontrar o caminho do equilíbrio e dos avanços sociais e civilizatórios.
O exemplo do Chile nos mostra que o caminho da política é pelo centro. Nem à esquerda, nem à direita, mas à frente, com liberdade, estabilidade econômica, desenvolvimento e responsabilidade social.
Este é o caminho que o PSDB persegue desde sua fundação. Que os alicerces para a retomada do caminho correto, ao centro, longe dos extremos e perto da vontade do povo, sejam construídos já em 2024. Seja no Chile, no Brasil, ou em qualquer outra parte do planeta. Vamos à luta, sempre!

Marconi Perillo, presidente nacional do PSDB


X
19/12/2023